Artista plástico Ernesto Neto declara seu amor à Bahia

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Porto Seguro (De Midia Mutá)- “Se não fosse a Bahia, nem seria artista plástico”. Assim explicou o carioca Ernesto Neto, um dos nomes mais importantes da arte brasileira no Brasil e no mundo. Apaixonado pela Bahia e pela poesia que está em todos os letreiros e vilarejos, Ernesto Neto conheceu a praia do Mutá, a mais nova opção de Porto Seguro para o verão, e destacou a importância da preservação ambiental. Descansando na beira da praia e encontrando velhos amigos, como o arquiteto urbanista Luís Pereira, Ernesto Neto descreveu os últimos trabalhos, planos para o futuro e seu amor pela Bahia.

“Meu primeiro contato com a arte foi num ônibus vindo pra Bahia, conheci um pintor e a namorada dele, eu era um estudante de engenharia, tinha 18 anos cheguei à Bahia; depois ainda na Bahia, uma garota me falou que tinha aulas de escultura. Voltei ao Rio comecei a fazer aulas de arte”, relatou Ernesto Neto. Sobre o binômio arte e Bahia, “A Bahia foi fundamental, foi incrível. Acima de tudo foi uma questão de liberdade; o destino bom, quando você é jovem, saindo do RJ, è a Bahia” .

Na Costa do Descobrimento o artista passeou em Santo André, em Santa Cruz Cabrália e em Porto Seguro foi no Mutá e em Trancoso. “Achei interessante esse circuito que passa pela orla, meio entre cidades e vilarejos, uma coisa híbrida. São lugares que favorecem a inspiração, estou querendo vir mais. É bom demais, é muito fácil de vir, pega um avião e pronto. Nesse lugar agradabilíssimo que é a Nativa no Mutá, na Bahia que é sempre inspiradora, de vez em quando precisa dar uma esvaziada”. O artista plástico, famoso pelas grandes instalações, utilizando tecidos fez um apelo em favor do meio ambiente, “Esse projeto de preservação do Mutá é muito importante, porque até o turismo, se não for bem planejado, pode ser predatório”.

Exposições Nacionais e Internacionais

Perguntado sobre suas últimas exposições e os planos para o futuro, Ernesto Neto descreveu uma fase muito positiva, no Brasil e no exterior. “Estou no melhor ano da minha vida vou ter seis meses quase vazios, eu tenho trabalhado demais, fiz umas exposições importantíssimas enormes, a última foi no Museu de Arte Moderna de São Paulo, uma microrretrospectiva de dez anos do meu trabalho, trabalhos grandes em Oslo na Noruega, uma importantíssima na Eward Gallery, que é um dos centros culturais mais importantes de Londres”.

Para o futuro, ainda há praia para Ernesto Neto, neste caso a mais famosa do Brasil e do mundo, Copacabana. O artista faz desembarcar a arte num ambiente geralmente mais utilizado para esportes, “Vou participar de um evento que meu amigo Vicki Muniz está organizando com a Prefeitura do Rio de Janeiro, lá pelo mês de Maio, com esculturas de areia, na praia de Copacabana, é incrível, vai ser um barato, vocês estão todos convidados. É importante a cultura na praia, a praia é um lugar saudável, vôlei e futebol são muito bacanas, mas a questão cultural é importante também.”

O artista, porém depois de relatar seus próximos compromissos nas areias cariocas, fez questão de fazer mais uma “declaração de amor” à Bahia. “Tem tanta poesia, até nas coisas pequenas, eu fuço muito, eu curto essa cultura popular, fico emocionado com os letreiros, é uma poesia popular que está em todo lugar, isso me fascina. Não é só praia, a praia é maravilhosa, mas cada vilarejo desses que você vai, eu poderia passar muito tempo em cada um deles, curtindo, andando. Realmente estou a fim de ficar aqui mais tempo!”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109869 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]