Rios baianos são beneficiados com obras de revitalização

Trecho do rio São Desidério, no município de São Desidério.

Trecho do rio São Desidério, no município de São Desidério.

Mais de 1.200 famílias foram beneficiadas direta e indiretamente com o término das obras de recuperação hidroambiental dos rios Boa Sorte e São Desidério, situados, respectivamente, nas zonas rurais das cidades de Catolândia e São Desidério, no oeste da Bahia. Essa pelo menos é a estimativa do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, que, nesta semana (4 e 5 de abril de 2016), encerrou os serviços de revitalização das microbacias, após investimentos da ordem global de R$1,5 milhões.

Em vistas de aumentar a qualidade e quantidade das águas desses mananciais, o CBHSF priorizou o cercamento de importantes nascentes com fortes processos de deterioração. O resultado das ações já vem sendo observado pelo produtor rural Antônio Silva, um dos contemplados com a iniciativa. “O cercamento está evitando, sobretudo, a entrada de animais, que pisoteavam as margens desses rios”, contou.

Sua fala é reforçada pelo agricultor Benjamim Lopes da Costa, que teve a implantação, em seu território, de duas barraginhas, espécie de caixa d’água em época de chuva. “Com as fortes chuvas que caíram recentemente, as barragens estão contribuindo para o armazenamento de sedimentos, evitando a entrada nos rios, além de servir como bebedouro para o gado”, destacou.

A execução das intervenções está vinculada à realização de ações de mobilização social em todas as fases, estimulando o envolvimento das comunidades sobre a importância da preservação do meio ambiente e da manutenção contínua das benfeitorias. “Antes de revitalizarmos o rio, precisamos revitalizar as pessoas. Esses projetos não são do Comitê ou da empresa executora, são da população ribeirinha, que, a partir de agora, serão os grandes responsáveis por seus cuidados”, diz Cláudio Pereira, coordenador da Câmara Consultiva Regional do Médio São Francisco, instância ligada ao comitê de bacia.

O CBHSF já concluiu 33 projetos hidroambientais em todos os estados da bacia do Velho Chico (Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe), investindo aproximadamente R$ 21 milhões oriundos da cobrança pelo uso de suas águas.

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) é um órgão colegiado, integrado pelo poder público, sociedade civil e empresas usuárias de água, que tem por finalidade realizar a gestão descentralizada e participativa dos recursos hídricos da bacia, na perspectiva de proteger os seus mananciais e contribuir para o seu desenvolvimento sustentável. A diversidade de representações e interesses torna o CBHSF uma das mais importantes experiências de gestão colegiada envolvendo Estado e sociedade no Brasil.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br