Mensagens apreendidas pela PF durante deflagração da Operação Spoofing, ocorrida em 23 de julho de 2019, com o objetivo de investigar as invasões às contas de Telegram de membros da força-tarefa do caso Lava Jato em Curitiba e do, à época da Operação, ministro Sérgio Moro, então juiz federal encarregado do caso, revelaram possível conluio em mensagens de procuradores da República, com uso vulgar da linguagem, cuja tipicidade é de facínoras e se encontra distante do que se espera dos mais bem remunerados servidores da República. O que levanta a hipótese de que uma espécie de ‘Sindicato do Crime’ parece ter operado através da força-tarefa do Caso Lava Jato.
Caso Lava Jato

“OAS tem que mijar sangue”, disse procurador da República sobre delação; Linguagem vulgar é típica de criminosos e MPF parece ter sido dominado por um ‘Sindicato do Crime’

Reportagem do Consultor Jurídico (ConJur), veiculada nesta segunda-feira (01/03/2021), apresenta possíveis diálogos do que se revela como uma espécie de ‘Sindicato do Crime’ que infesta o Ministério Público Federal (MPF). As mensagens foram apreendidas pela

Mensagens trocadas entre membros da força-tarefa do Caso Lava Jato evidenciam formação de espécie de 'Sindicato do Crime' no MPF e precisa ser apurado. O material foi suprimido porque, segundo os procuradores, o “diálogo pode encaixar na tese do Lula de que não quis o apartamento, pode ser ruim para nós”. Os novos diálogos também revelam um plano premeditado de perseguir, incriminar e afastar Lula das eleições de 2018.
Manchete

Força-tarefa do Caso Lava Jato sonegou prova de inocência do ex-presidente Lula no caso do triplex; Evidências de formação de espécie de ‘Sindicato do Crime’ no MPF precisa ser apurada

Em nova petição encaminhada ao STF, nesta segunda-feira (01/03/2021), a defesa do ex-presidente Lula traz diálogos que compõem um verdadeiro manual do lawfare, hoje denunciado internacionalmente. As novas mensagens mostram que a “ lava jato” organizou

Ministro do STF Gilmar Mendes deve liberar para julgamento no primeiro semestre de 2021 o pedido do ex-presidente Lula para anular condenação realizada através do conluio realizado entre membros da força-tarefa do Caso Lava Jato e o juiz.
Entrevistas

Atuação de juiz em conluio com membros da força-tarefa do Caso Lava Jato prendeu ex-presidente Lula, apoiou eleição de Jair Bolsonaro e integrou governo, diz ministro do STF Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, disse nesta segunda-feira (15/02/2021), em entrevista à BBC News Brasil, que a Operação Lava Jato “apoiou a eleição de Jair Bolsonaro”, “tentou interferir” no resultado eleitoral e

Jair Bolsonaro acusa sindicato do crime instalado no MPF de tentar cooptar presidência da República. Operação Spoofing revelou evidências de possível organização criminosa operando no interior do MPF, através de membros da força-tarefa do Caso Lava Jato. Bolsonaro acusa Deltan Dallagnol e diz que diálogos revelam perseguição à família.
Manchete

Presidente Jair Bolsonaro identifica ‘Sindicato do Crime’ em atuação de procuradores da República do Caso Lava Jato; Família do mandatário foi perseguida e ocorreu tentativa de cooptação do Poder da República

Reportagem de Murilo Fagundes, publicada nesta sexta-feira (26/02/2021) no site Poder360, revela que o presidente Jair Bolsonaro disse que houve “perseguição” à família e que o fato foi revelado através das trocas de mensagens entre

As mensagens apreendidas durante a Operação Spoofing, deflagrada pela PF em 23 de julho de 2019, revelaram evidências de possível organização criminosa operando no interior do Ministério público Federal (MPF), em conluio com o juiz encarregado do Caso Lava Jato em Curitiba.
Caso Lava Jato

Juiz nega pedido de prisão de acusado de hackear autoridades; Mensagens apreendidas durante a Operação Spoofing revelaram evidências de possível organização criminosa operando no interior do MPF

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, negou nesta quinta-feira (25/02/2021) pedido de prisão de Walter Delgatti, um dos investigados pela invasão dos celulares de diversas autoridades, entre as quais, o ex-juiz

Lava Jato negociou com países estrangeiros à revelia das leis nacionais.
Manchete

Membros da força-tarefa do Caso Lava Jato discutiram divisão do dinheiro da Odebrecht com EUA e Suíça; Evidências indicam escalda de uma organização criminosa no interior do MPF e da Justiça Federal de Curitiba

Novas mensagens apreendidas na operação spoofing indicam que procuradores da “ lava jato” tinham consciência de que os americanos poderiam quebrar a Odebrecht, mas, mesmo assim, deram continuidade às tratativas com as autoridades dos Estados

Ministro Humberto Martins, presidente do STJ, abriu inquérito apurar, no âmbito criminal, a atuação do possível esquema de conluio da força-tarefa do Caso Lava Jato, que envolve, à época dos fatos, juiz federal e procuradores da República.
Manchete

Presidente do STJ instaura inquérito para apurar tentativa de intimidação na independência jurisdicional dos ministros da corte; Ex-juiz e procuradores da República do Caso Lava Jato são alvo

​​​​​​​O ministro Humberto Martins, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), instaurou inquérito nesta sexta-feira (19/02/2021) para apurar a suposta tentativa de intimidação e investigação ilegal de ministros da corte, bem como de violação da

Roberto Barroso orientava Deltan Dallagnol, diz hacker Walter Delgatti Neto que invadiu celulares de autoridades. Ministro do STF nega ter cometido conluio, mas era recorrente na defesa intransigente das arbitrariedades jurídicas cometidas por membros da força-tarefa do Caso Lava Jato, que atuava em evidente em conluio com o juiz federal encarregado dos julgamentos no 1º Grau de Curitiba.
Manchete

Ministro do STF Roberto Barroso é apontado em conluio com procuradores da República que atuavam no Caso Lava Jato; Corrupção degenera instituições de Estado e precisa ser apurada e punida

O hacker Walter Delgatti Neto, responsável por invadir celulares de autoridades, afirmou nesta terça-feira (16/02/2021) que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso era próximo do procurador da República Deltan Dallagnol, à