Não é de hoje que Eduardo Bolsonaro está na mira das autoridades por investir na indústria de mentiras.
Brasil

Instagram bloqueia lives do deputado Eduardo Bolsonaro devido a repetidas mentiras sobre urnas

O deputado federal Eduardo Bolsonaro estava prestes a iniciar mais uma de suas transmissões ao vivo quando foi pego na mentira pelo Instagram: de tanto espalhar fake news e ameaçar as eleições, o parlamentar agora está impedido de fazer lives na rede social. Nos últimos dias, ele já havia tido publicações removidas por ferirem as regras da plataforma.

Empresas como a Google e outras estão a exercer censura prévia de conteúdos e veículos de imprensa do Brasil, em evidente violação à Constituição Federal, fato que precisa ser corrigido com legislação nacional similar a adotada pela União Europeia.
Manchete

‘Big Techs’ pagarão imposto anual e terão que explicar algoritmos sob nova legislação da UE; Google está exercendo censura à meios de comunicação e Brasil dever seguir exemplo

Empresas como a Google e outras estão a exercer censura prévia de conteúdos e veículos de imprensa do Brasil, em evidente violação à Constituição Federal, fato que precisa ser corrigido com legislação nacional similar a adotada pela União Europeia.

Empresas da Meta estão associadas à praticas delituosas com fins políticos, tendo como beneficiário os interesses dos EUA.
Manchete

Facebook e Instagram são proibidos na Rússia por extremismo; Empresas estão associadas a Golpes de Estado e Fake News

A Corte de Tver, da capital russa, proibiu nesta segunda-feira (21/03/2022) na Rússia as redes sociais Facebook e Instagram, da empresa Meta, por extremismo. A Procuradoria-Geral explicou que o processo tem a intenção de proteger os russos da continuação da violação de seus direitos, tendo só o Instagram ignorado mais de 4.500 advertências…

'Poderíamos ter feito um trabalho melhor', reconhece Pavel Durov diretor do Telegram, após bloqueio do STF. Ministro Alexandre de Moraes determinou na sexta-feira (18/03/2022) o bloqueio do aplicativo.
Sistema Judicial

Diretor do Telegram reconhece falha em atender ordem do STF; Ministro Alexandre de Moraes determinou bloqueio total do aplicativo; Ministro da Justiça diz que a decisão viola direito de brasileiros

“Em nome de nossa equipe, peço desculpas ao Supremo Tribunal Federal por nossa negligência”, escreveu Pavel Durov, dono do Telegram. Em mensagem publicada nesta sexta-feira (18/03/2022), em seu canal na plataforma, o CEO prometeu executar a decisão da Justiça e banir os canais que ferem a lei brasileira.

Empresas do Grupo Meta, a exemplo do Facebook, são instrumentos de ódio e desinformação. A agência de notícias Reuters informou anteriormente citando as mensagens internas da Meta que as postagens diretas de seus assinantes do Facebook e Instagram pedindo violência em relação a cidadãos russos e tropas russas não seriam bloqueadas em vários países.
Manchete

Rede de ódio e desinformação, Facebook libera postagens pedindo morte do presidente Vladmir Putin e violência contra povo da Rússia

Em mudança temporária sobre sua política de discurso de ódio, o Grupo Meta, empresa que controla o Facebook e o Instagram, decidiu liberar postagens nas duas plataformas com conteúdo citando violência contra russos e soldados russos. Com a atitude, a companhia estadunidense comprova que é uma rede de ódio e desinformação.