Vladimir Aras: o destinatário primário da ordem internacional cautelar expedida pelo Comitê de Direitos Humanos é a Justiça Eleitoral, inclusive o seu Ministério Público.
Manchete

Eleições 2018: Procurador da República Vladimir Aras diz que TSE tem que acatar Medida Provisória da ONU que determinou participação de Lula na disputa pela presidência da República

Vladimir Aras, especialista em direito internacional e procurador da República, reafirmou o caráter obrigatório da liminar do Comitê de Direitos Humanos da ONU, que determinou ao Brasil garantir os direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio