Ministro do STF Gilmar Mendes deve liberar para julgamento no primeiro semestre de 2021 o pedido do ex-presidente Lula para anular condenação realizada através do conluio realizado entre membros da força-tarefa do Caso Lava Jato e o juiz.
Entrevistas

Atuação de juiz em conluio com membros da força-tarefa do Caso Lava Jato prendeu ex-presidente Lula, apoiou eleição de Jair Bolsonaro e integrou governo, diz ministro do STF Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, disse nesta segunda-feira (15/02/2021), em entrevista à BBC News Brasil, que a Operação Lava Jato “apoiou a eleição de Jair Bolsonaro”, “tentou interferir” no resultado eleitoral e

Força-tarefa da Lava Jato em Curitiba era um esquadrão da morte, diz ministro do STF Gilmar Mendes.
Manchete

Evidências de atuação de Organização Criminosa que operou através da força-tarefa do Caso Lava Jato se avolumam e ministro do STF Gilmar Mendes os sentencia como “esquadrão da morte”

Reportagem de Sérgio Lima publicada nesta sexta-feira (12/02/2021) no Jornal Folha de S.Paulo, revela que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes comparou a força-tarefa do MPF de Curitiba, responsável pela Operação Lava

Ministro do STF Ricardo Lewandowski observou — sobre indícios que revelam possível atividade criminosa entre o então juiz Sérgio Moro, procurador da República Deltan Dallagnon, à época, chefe da força-tarefa do Caso Lava Jato e outros membros do MPF — que o conteúdo que veio à tona, até o momento, é extremamente grave e impactante e que deve causar perplexidade em quem tem o mínimo de conhecimento acerca do Devido Processo Legal.
Caso Lava Jato

2ª Turma do STF garante ao ex-presidente Lula acesso a arquivos da Operação Spoofing; Mensagens revelam indícios de conluio e atividade criminosa entre juiz e procuradores da República

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), por maioria de votos, não admitiu nesta terça-feira (09/02/2021) o recurso interposto por procuradores integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato e manteve o acesso do ex-presidente

Lindôra Araújo, subprocuradora-geral da República, em tese, empresta prestígio pessoal à defesa de possíveis criminosos, ao requisitar que o STF impeça que mensagens apreendidas pela Polícia Federal (PF), durante a deflagração da Operação Spoofing, sejam entregues ao ex-presidente Lula, outras vítimas e à opinião pública.
Manchete

MPF questiona decisão que autorizou acesso ao material da Operação Spoofing à defesa do ex-presidente Lula; Entidade passa a agir, em tese, como defensora da organização criminosa que se instituiu na relação entre juiz e procuradores da República

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) embargos de declaração contra a decisão do ministro Ricardo Lewandowski que garantiu à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acesso a todo