Eliene Cerqueira dos Reis, assessora de gabinete do prefeito Colbert Martins, foi vítima de assédio por parte de vereadores da CPI da Saúde, acusa Prefeitura de Feira de Santana.
Manchete

Governo Colbert Martins vai processar vereadores por abuso e assédio moral; Membros da CPI da Saúde de Feira de Santana tentaram confiscar de forma arbitrária telefone de servidora

Em nota enviada nesta terça-feira (15/03/2022) ao Jornal Grande Bahia (JGB), o Governo Colbert Martins informou que vai tomar providências judiciais contra os vereadores integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde que abusaram da autoridade ao tentar, de forma arbitrária, confiscar o aparelho celular da servidora Eliene Cerqueira.

Marcelo Britto, secretário da Saúde de Feira de Santana.
Brasil

Digitalização de documentos da CPI custaria quase R$ 15 mil a mais, informa secretário Marcelo Britto em resposta à Câmara Municipal de Feira de Santana

“Com todo respeito, além de se equivocar na matemática, o vereador Paulão do Caldeirão confundiu os cálculos ao afirmar que seria mais barato digitalizar as 380 mil cópias de documentos que encaminhamos à CPI da Saúde da Câmara Municipal de Feira de Santana”. Afirmou o secretário de Saúde, Marcelo Britto.

Presidente da CMFS estava presente, mas saiu sem mesmo cumprimentar o secretário Marcelo Britto, que chegou à Câmara, no início da tarde desta segunda-feira (07/03/2022).
Manchete

Câmara Municipal de Feira de Santana se recusa a receber documentos para CPI criada pelo próprio Legislativo, diz Governo Colbert Martins

A Câmara Municipal de Feira de Santana se recusou a receber milhares de documentos, que ela própria solicitou, para a CPI da Saúde. O secretário municipal de Saúde de Feira de Santana, Marcelo Britto, teve que apelar para duas testemunhas de uma casa comercial vizinha ao Poder Legislativo, para atestar a entrega das caixas com a documentação.

No fim de novembro de 2021, a Procuradoria-Geral da República (PGR) havia enviado dez pedidos de investigação.
Brasil

Augusto Aras pede que STF retire sigilo de investigações da CPI da Pandemia

O procurador-geral da República Augusto Aras pediu, na segunda-feira (21/02/2022), que o Supremo Tribunal Federal (STF) retire o sigilo de nove investigações preliminares abertas com base no relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. No fim de novembro, a Procuradoria-Geral da República (PGR) havia enviado dez pedidos de investigação.