Páginas da representação do juiz Josevando Souza Andrade contra o desembargador do TJBA Mário Hirs.
Manchete

Dossiê Verdade: Juiz Josevando Andrade representa no CNJ contra desembargador do TJBA Mário Hirs e outros por possível violação de princípios da administração pública e promoção de atos persecutórios

Fontes do Jornal Grande Bahia (JGB) encaminharam nesta terça-feira (14/09/2021) cópia da representação formulada ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) pelo juiz Josevando Souza Andrade contra os desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA)

Capítulo XLV do Caso Faroeste apresenta retrospectiva dos fatos da última semana de julho de 2021 e retoma narrativa com a citação do ingresso, no ano de 2017, de Domingos Bispo como parte no processo judicial iniciado em 1981 por José Valter Dias, no qual são reivindicados os direitos de posse e propriedade sobre as terras da antiga Fazenda São José.
Manchete

Capítulo XLV do Caso Faroeste: A prisão do sexto suspeito de envolvimento no Caso Bandeirantes; O bloqueio de milhões de dólares na Suíça de recursos ligados a empresa de Suarez; E o ingresso de Domingos Bispo na disputa pelas terras da antiga Fazenda São José

A última semana de julho de 2021 trouxe novidades sobre o Sistema de Corrupção Faroeste que abrangem a prisão do sexto suspeito de envolvimento no Caso Bandeirantes. Outro fato da última semana diz respeito a

Questionamentos sobre a delação da desembargadora Sandra Inês Rusciolelli e do filho Vasco Rusciolelli, citação do nome senador Angelo Coronel e a Operação Bandeirantes são temas abordados no Capítulo XLIV do Caso Faroeste.
Manchete

Capítulo XLIV do Caso Faroeste: A delação da desembargadora Sandra Inês Rusciolelli sobre os membros da ORCRIM e os nomes do senador da República e dos presos na Operação Bandeirantes revelados pela imprensa

A terceira semana de julho de 2021 foi repleta de matérias veiculadas pela imprensa sobre o Sistema de Corrupção Faroeste. A delação da desembargadora Sandra Inês Moraes Rusciolelli Azevedo sobre os fatos envolvendo possíveis membros

Ministério Público da Bahia apresenta denúncia criminal contra representantes do Grupo Bom Jesus Agropecuária e associados, por propina de R$ 1 milhão à magistrado. Representação é decorrente das investigações federais do Caso Faroeste.
Manchete

MPBA denuncia juiz, advogados e empresário envolvidos no Caso Faroeste por corrupção e lavagem de dinheiro; Propina de R$ 1 milhão foi ajustada com magistrado para blindar Grupo Bom Jesus Agropecuária

O Ministério Público da Bahia (MPBA), por meio da procuradoria-geral de Justiça e do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), denunciou nesta segunda-feira (12/07/2021), Sérgio Humberto de Quadros

A promotora de Justiça do Ministério Público da Bahia (MPBA) Ediene Santos Lousado atuou como procuradora-geral de Justiça no biênio 2018 – 2020. Ela foi denunciada pelo MPF, em 2 de julho de 2021, no âmbito da Operação Faroeste, através da Ação Penal nº 1025-DF.
Manchete

Capítulo XLII do Caso Faroeste: A nova denúncia do MPF e a delação da desembargadora do TJBA Sandra Inês Rusciolelli, cujos atos ilícitos, em tese, foram praticados em associação com representantes do Grupo Bom Jesus Agropecuária

Os 10 primeiros dias de julho de 2021 foram pródigos em notícias sobre o Sistema de Corrupção Faroeste. Em 2 de julho de 2021 (sexta-feira), o Ministério Público Federal (MPF) apresentou a 7ª denúncia (Ação

Ediene Lousado atuou como procuradora-geral de Justiça do Estado da Bahia, o equivalente a chefe do MPBA, foi alvo da 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste e foi denunciada pelo MPF na Ação Penal nº 1025-DF.
Manchete

Corregedor Nacional do Ministério Público orientou Ediene Lousado sobre apuração contra promotora que a investigava no Caso Faroeste; Indício de corrupção no interior do MP é revelado

Reportagem de Italo Nogueira e José Marques, do Folhapress, revela que o corregedor nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis Lima, orientou a ex-procuradora-geral de Justiça da Bahia Ediene Lousado (equivalente a chefe do Ministério Público

Cinco magistrados e uma promotora estão entre os 16 denunciados no Caso Faroeste. MPF requer perda de função pública, condenação e pagamento de multa e indenização. Investigação federal envolve esquema de venda de sentenças judicias. 
Manchete

MPF apresenta denúncia contra 16 investigados no âmbito do Caso Faroeste; Desembargadores, juízes, servidores, ex-servidores, empresários e promotora de Justiça são citados na representação

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou na sexta-feira (02/07/2021) nova denúncia, a sétima, decorrente da Operação Faroeste. Desta vez, foram denunciadas 16 pessoas pelos crimes de corrupção nas modalidades ativa e passiva, lavagem de dinheiro