Em pareceres enviados ao STF, Augusto Aras defende liberdade de culto como direito fundamental, sendo desproporcional o fechamento dos templos. Tese demonstra despreparo, desinteligência e adesão ao culto da morte liderado pelo extremista Jair Bolsonaro.
Sistema Judicial

Necropoder: Procurador-geral Augusto Aras demonstra despreparo, desinteligência e adesão ao culto da morte liderado pelo extremista Jair Bolsonaro, ao apresentar tese de abertura de templos religiosos em meio à pandemia

Observados os protocolos setoriais relativos a cada matriz religiosa e atendidas as medidas sanitárias definidas pelo Ministério da Saúde, há de ser assegurada a realização de cultos, missas e demais atividades religiosas de caráter coletivo,

Ministro do STF Gilmar Mendes, ao analisar HC do ex-presidente Lula, identificou, nas mensagens da Operação Spoofing, conluio entre o então juiz Sérgio Moro e os membros da força-tarefa do Caso Lava Jato, fato que remete ao conceito de operação de um ‘Sindicato do Crime’.
Caso Lava Jato

Recurso da PGR sobre ex-presidente Lula só será analisado após julgamento de suspeição de Sérgio Moro na 2ª Turma do STF; Evidências de formação do ‘Sindicato do Crime’ foram apresentadas pelo ministro Gilmar Mendes

O recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a decisão do ministro Edson Fachin, relator do processos do Caso Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), de anular as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula

Jair Bolsonaro acusa sindicato do crime instalado no MPF de tentar cooptar presidência da República. Operação Spoofing revelou evidências de possível organização criminosa operando no interior do MPF, através de membros da força-tarefa do Caso Lava Jato. Bolsonaro acusa Deltan Dallagnol e diz que diálogos revelam perseguição à família.
Manchete

Presidente Jair Bolsonaro identifica ‘Sindicato do Crime’ em atuação de procuradores da República do Caso Lava Jato; Família do mandatário foi perseguida e ocorreu tentativa de cooptação do Poder da República

Reportagem de Murilo Fagundes, publicada nesta sexta-feira (26/02/2021) no site Poder360, revela que o presidente Jair Bolsonaro disse que houve “perseguição” à família e que o fato foi revelado através das trocas de mensagens entre

Subprocurador-geral José Adonis acompanhará apuração sobre suposta tentativa de intimidação e investigação ilegal de ministros da Corte, diz Augusto Aras, procurador-geral da República.
Caso Lava Jato

PGR defende sistema acusatório e designa membro para atuar em inquérito no STJ; Operação Spoofing revelou evidências de possível organização criminosa operando no interior do MPF

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou nesta sexta-feira (26/02/2021) que tomará providências para defender o sistema acusatório, no qual cada parte de um processo tem um papel bem demarcado em face das regras constitucionais.

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz federal Sergio Moro e o ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. Conversas hackeadas, atribuídas a eles, indicam contato com autoridades dos Estados Unidos para orientar ações relacionadas à Lava Jato.
Manchete

Parlamentares ingressam com notícia-crime contra conluio entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol; PGR deverá investigar se esquema da força-tarefa do Caso Lava Jato violou Segurança Nacional ao conspirar com agentes estrangeiros

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) e o advogado e ex-deputado Wadih Damous protocolaram na Procuradoria-Geral da República (PGR), nesta sexta (05/02/2021), uma notícia crime contra o ex-ministro Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol.

Ministro Humberto Martins, presidente do STJ, determina que PGR investigue indício de corrupção praticada por membros da força-tarefa do Caso Lava Jato. Em conluio com juiz, procuradores da República tentaram investigar ilegalmente ministros da Corte.
Manchete

Presidente do STJ identifica possível atividade criminosa dos procuradores da República Deltan Dallagnol e Diogo Castor e determina que PGR investigue corrupção na força-tarefa do Caso Lava Jato

​​​​​O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, encaminhou nesta sexta-feira (05/02/2021) ofício ao procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras, solicitando a apuração, pela PGR – na esfera criminal – e pelo

Lindôra Araújo, subprocuradora-geral da República, em tese, empresta prestígio pessoal à defesa de possíveis criminosos, ao requisitar que o STF impeça que mensagens apreendidas pela Polícia Federal (PF), durante a deflagração da Operação Spoofing, sejam entregues ao ex-presidente Lula, outras vítimas e à opinião pública.
Manchete

MPF questiona decisão que autorizou acesso ao material da Operação Spoofing à defesa do ex-presidente Lula; Entidade passa a agir, em tese, como defensora da organização criminosa que se instituiu na relação entre juiz e procuradores da República

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) embargos de declaração contra a decisão do ministro Ricardo Lewandowski que garantiu à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acesso a todo