Presidentes Sebastián Piñera (Chile), Guillermo Lasso (Equador), e Luis Abinader (República Dominicana) estão entre citados nos Pandora Papers. Marcada por entrelaçamento entre política e negócios, região é a mais representada no vazamento sobre paraísos fiscais. Vários políticos são cobrados a dar explicações, mas, para analistas, consequências são improváveis.
Manchete

Políticos e milionários da América Latina são destaques no dossiê Pandora Papers

A divulgação dos Pandora Papers representa um tsunami político para as elites da América Latina. A região é a mais representada na maior checagem de dados já feita sobre paraísos fiscais: quase 100 mandatários políticos de 18 nações latino-americanas são conectados com negócios offshore – ou seja, transações em oásis financeiros fora da jurisdição do país de origem.