Governo Colbert Martins informa que afastou secretários municipais Marcello Britto e Denilton Brito; Agentes políticos de Feira de Santana são investigados pela PF no âmbito da Operação ‘No Service’

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Marcelo Britto e Denilton de Pereira Brito foram afastados das funções de secretários municipais, por ordem da Justiça Federal, em mandados cumpridos pela PF, no âmbito da Operação ‘No Service’.
Marcelo Britto e Denilton de Pereira Brito foram afastados das funções de secretários municipais, por ordem da Justiça Federal, em mandados cumpridos pela PF, no âmbito da Operação ‘No Service’.

Em comunicado, o Governo Colbert Martins informa que cumpre decisão judicial e afasta o médico ortopedista Marcelo Britto da função de secretário municipal da Saúde de Feira de Santana e Denilton Pereira de Brito, do cargo de secretário de Governo. Eles foram alvos de mandados cumpridos pela Polícia Federal (PF), no âmbito da Operação ‘No Service’.

Segundo o governo municipal, Marcelo Britto estava afastado da função por motivo de férias. 

“A administração municipal vai designar, em breve, nomes para assumir as secretarias durante o período de apurações”, explicou.

“A Prefeitura de Feira de Santana reforça o compromisso com a transparência pública e está colaborando com a Justiça para apuração dos fatos”, conclui.

A operação

A Polícia Federal (PF) investiga possíveis irregularidades na contratação de empresa de propriedade do médico ortopedista Marcelo Britto, secretário municipal de Saúde de Feira de Santana. A relação contratual ocorreu via empresa gestora de unidade de saúde municipal e objetivou realizar consultoria na Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Queimadinha (UPA Queimadinha). A suspeita da polícia é de que não ocorreu a prestação do serviço e os valores foram superfaturados.

Durante a Operação ‘No Service’, realizada quinta-feira (04/08), foram cumpridos pela PF 7 mandados de busca e apreensão nas cidades de Feira de Santana, Salvador e São Paulo, e 2 mandados de afastamento de função pública. A operação foi autorizada pelo juízo da 1ª Vara Federal da Seção Judiciária de Feira de Santana.

Valores, objetos e computadores foram apreendidos em endereços ligados aos secretários Marcello Britto e Denilton Pereira de Brito. Ocorreu, também, apreensão de documentos e computadores em unidades municipais vinculadas à Prefeitura de Feira de Santana. 

Investigação preliminar

Conduzida pela PF antes de deflagrar a operação, a investigação preliminar apurou que, em 2020, a entidade gestora da UPA firmou contrato de prestação de serviços médicos com empresa pertencente ao secretário Marcelo Britto, no valor mensal de R$ 44 mil. Durante a apuração foi constatado que não ocorreu a realização da prestação de serviços pela empresa contratada, seja de serviços médicos ou de consultoria.

Segundo a PF, Denilton Pereira de Brito, secretário municipal de Governo, autorizou os diretores da Organização Social gestora da UPA Queimadinha a realizar contrato de consultoria com o médico Marcelo Britto. A partir deste ponto, em tese, ocorreu a realização de um contrato fictício cuja finalidade foi desviar recursos públicos superiores a R$ 200 mil, em favor do secretário municipal da Saúde que, após receber a quantia na própria conta bancária, aplicava boa parte em investimentos e outra parte repassava para pessoas físicas e jurídicas.

A entidade gestora

O Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão em Saúde (InSaúde) assinou, com o Município de Feira de Santana, contrato para gestão da Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Queimadinha (UPA Queimadinha). A relação contratual compreendeu o período de 2 de maio de 2018 a 15 de maio 2019, podendo ser renovado por 5 anos, com custo estimado em R$ 11.909.004,00, para o período de um ano.

A unidade de saúde é tipo 2, possui 1,7 mil metros quadrados de área útil, estacionamento, área exclusiva para embarque e desembarque de ambulâncias, e tem capacidade para atender cerca de 4.500 pacientes por mês.

Leia +

Polícia Federal deflagra ‘Operação No Service’ e afasta dois secretários municipais de Feira de Santana; Confira vídeo

Governo Colbert Martins diz que tem compromisso com a transparência pública, bem-estar da população de Feira de Santana e que colabora com as investigações da Operação ‘No Service’

Governo Colbert Martins informa que afastou secretários municipais Marcello Britto e Denilton Brito; Agentes políticos de Feira de Santana são investigados pela PF no âmbito da Operação ‘No Service’

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123202 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.