Lula critica desmonte da Petrobras e preços da gasolina, do diesel e do gás

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Lula lamentou diretamente a privatização da Landulfo Alves, refinaria localizada no Recôncavo Baiano.
Lula lamentou diretamente a privatização da Landulfo Alves, refinaria localizada no Recôncavo Baiano.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar nesta sexta-feira (01/07/2022), o desmonte da Petrobras e o descontrole nos preços dos combustíveis. Em entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador (BA), Lula lamentou diretamente a privatização da Landulfo Alves, refinaria localizada no Recôncavo Baiano, símbolo da produção de derivados de petróleo por ter sido a primeira refinaria nacional, criada em 1950 e que teve a venda concluída em novembro de 2021.

“Eu não me perdoo por não ter tido força para evitar a privatização da refinaria Landulfo Alves aí na Bahia. Como é que pode deixar privatizar? Inclusive os poços que tinham no Recôncavo Baiano foram tudo vendido. É um absurdo. É um absurdo o desmonte que eles fizeram da Petrobras para entregar um litro de gasolina por R$ 8, um litro de diesel por 7 e um botijão de gás, que deveria estar na cesta básica da sociedade, por R$ 150, R$ 130, R$ 115, dependendo do Estado”, afirmou.

Lula lembrou que, enquanto presidente, durante a crise de 2008, o preço do barril de petróleo chegou a 147 dólares, mais caro do que hoje, e o preço da gasolina era R$ 2,60. “Não tem explicação a paridade de preço a nível internacional. Isso teria sentido se o Brasil fosse um importador de petróleo, mas o Brasil não é importador de petróleo. O Brasil é autossuficiente”, contou, acrescentando que o projeto que ele tinha era que o Brasil fosse exportador de derivados de petróleo para ter mais dinheiro para investir, por exemplo, em saúde e educação.

“Agora não. Agora a Petrobras está ganhando muito dinheiro para dividir todo ano com os acionistas, sobretudo, os de Nova Iorque. Nós vamos discutir isso com muito carinho”, disse.

Emprego, renda e bem-estar social

Lula afirmou que ele e Geraldo Alckmin farão as coisas de forma diferente, conversando com o Congresso. “O que interessa nesse instante é esse país voltar à normalidade, a gente acabar com a fome, gerar emprego, gerar salário, gerar renda e gerar bem-estar social. É isso que nós precisamos fazer. Voltar a investir em educação, da creche à universidade, voltar a investir em Ciência e Tecnologia e tentar discutir a recuperação da Petrobras.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123205 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.