Exposição ao chumbo mata 900 mil pessoas por ano, diz PNUMA

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Apesar de controle por lei em 87 países, o chumbo segue sendo utilizado na produção de tintas.
Apesar de controle por lei em 87 países, o chumbo segue sendo utilizado na produção de tintas.

Todos os anos, 900 mil pessoas morrem após serem expostas ao chumbo na tinta de parede. Os danos causados pelo chumbo levam a problemas de comportamento, doenças cardiovasculares e até reduzem a fertilidade de quem se contamina com o produto.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, PNUMA, alerta para os riscos do contato com o chumbo, que apesar de ter regulação em 87 países, ainda é usado na maioria das nações impondo sérios riscos às pessoas e ao planeta.

Legislações mais severas

Estudos analisados pelo Pnuma revelam que o contato da criança com a tinta que contém chumbo causa perdas econômicas de US$ 977 bilhões por ano.

Para a agência da ONU, é hora de parar de minimizar o perigo do chumbo na tinta e partir para uma ofensiva por legislações mais severas.

O Pnuma está fazendo a sua parte com o apoio técnico. A agência publicou diretrizes (Lead Paint Reformulation Technical Guidelines) que devem ajudar aos produtores a eliminar o chumbo. A iniciativa é parte da campanha do Pnuma, de 20 anos, para acabar com o chumbo na gasolina.

Eliminação do produto e leis mais restritas

A especialista do Pnuma, Mihaela Claudia Paun, lembra que o chumbo é “altamente danoso e nenhum nível de exposição é considerado seguro”. Para ela, a solução é simples: criar leis que visem a eliminação do produto.

Geralmente, o chumbo é adicionado às tintas de parede para fazê-las mais vívidas e resistente à umidade. Mas com o uso e a decadência da tinta, os químicos são liberados no ar, na poeira e no solo. A partir daí, são inalados, ingeridos e entram em contato com a pele.

Parceria voluntária para eliminar o chumbo

O chumbo é muito encontrado em playgrounds e móveis. Crianças pequenas, pessoas que trabalham em construção e pintura e muitos que vivem em casas velhas estão mais expostos.

Em 2011, o Pnuma e a Organização Mundial da Saúde, OMS, criaram uma aliança para eliminar o chumbo das tintas de parede.

*Com informações da ONU News.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 122938 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.