Putin assina decreto de resposta econômica da Rússia a ações hostis de certos países

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Entre as medidas listadas, Putin proibiu a exportação de produtos e matérias-primas produzidas na Rússia se forem fornecidos a indivíduos sancionados.
Entre as medidas listadas, Putin proibiu a exportação de produtos e matérias-primas produzidas na Rússia se forem fornecidos a indivíduos sancionados.

O presidente da Rússia assinou um decreto que determina as respostas econômicas do país em meio às sanções impostas por países ocidentais.

Vladimir Putin, presidente da Rússia, assinou nesta terça-feira (03/05/2022) um decreto sobre respostas econômicas do país em meio a ações hostis de alguns países.

“Devido às ações hostis dos EUA e de organizações internacionais e países estrangeiros que se aliaram a eles, que violam o direito internacional, destinadas a privar ilegalmente a FR [Federação da Rússia], cidadãos da FR e pessoas jurídicas russas dos direitos de propriedade e (ou) limitação dos seus direitos de propriedade, com o objetivo de defender os interesses nacionais da FR […] decreto: […] ao governo da Federação da Rússia em um prazo de dez dias: a) aprovar a lista de pessoas sob sanções”, indica o documento.

Entre as medidas listadas, Putin proibiu a exportação de produtos e matérias-primas produzidas na Rússia se forem fornecidos a indivíduos sancionados.

“Determino […] assegurar a utilização das seguintes medidas econômicas especiais: […] proibir a exportação para fora do território da Federação da Rússia de matérias-primas e produtos cuja produção e (ou) extração seja realizada no território da FR, no caso de tal produção e (ou matérias-primas) ser fornecida a pessoas sob sanções, e (ou) por pessoas sob sanções, a favor de outras pessoas”, conforme indicado pelo decreto.

As empresas sob sanções retaliatórias da Rússia também são visadas pelo decreto.

“Proibir autoridades federais do poder estatal, órgãos estatais das divisões administrativas da Federação da Rússia, outros órgãos estatais, órgãos de poder local, organizações e pessoas físicas sob a jurisdição da Federação da Rússia: realizar transações (incluindo contratos de comércio exterior) com pessoas jurídicas, pessoas físicas e organizações sob seu controle sobre as quais são aplicadas medidas econômicas especiais (pessoas sancionadas)”, segue o texto do documento.

As mesmas provisões foram aplicadas a operações financeiras realizadas com empresas sancionadas pela Rússia.

O decreto assinado por Putin entra em vigor imediatamente a seguir à publicação e vigora até ser revogado.

*Com informações da Sputnik News.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121616 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.