Confiança do empresariado da Bahia volta a reagir em abril de 2022 e alcança o maior nível em oito meses

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Atividade econômica da Bahia apresenta dados positivos.
Atividade econômica da Bahia apresenta dados positivos.

O Indicador de Confiança do Empresariado Baiano (ICEB), índice que avalia as expectativas do setor produtivo do estado, calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), marcou -67 pontos em abril de 2022.

O indicador de confiança de abril, portanto, foi maior do que o observado no mês antecedente (-164 pontos) e no mesmo mês do ano passado (-275 pontos). Além do mais, trata-se do maior patamar desde agosto de 2021 (-41 pontos), ou seja, o maior nível de confiança do empresariado local em oito meses.

Numa escala de -1.000 a 1.000 pontos, o resultado representou um aumento de 97 pontos em relação ao de março, interrompendo o percurso com duas quedas mensais consecutivas no nível de confiança. A alta recente, assim, revelou-se mais do que suficiente para suplantar os recuos constatados nos dois meses anteriores. Em relação ao registrado um ano antes, a pontuação atual evidenciou uma alta de 208 pontos.

O indicador abaixo de zero revelado no mês, entretanto, significou a permanência do pessimismo no meio empresarial baiano pela 26ª vez consecutiva. A confiança do empresariado local, assim, permaneceu na zona de Pessimismo Moderado pela 12ª vez seguida.

A alta do nível de confiança de março a abril não aconteceu de forma generalizada, visto que não foi realidade para uma das quatro atividades: Indústria, no caso. No comparativo com o mesmo mês do ano antecedente, a despeito da expansão do indicador geral em um ano, um dos setores apresentou retração: Indústria.

Do conjunto avaliado, os itens juros, crédito e situação financeira apresentaram os indicadores de confiança em pior situação no mês. Em contrapartida, as variáveis PIB nacional, emprego e vendas foram aquelas com as melhores expectativas do empresariado baiano.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10025 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).