Cantora Babalé lança novo single ‘Hipocrisia’

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Novo single da cantora baiana Babalé, fala sobre os aspectos ocultos da natureza humana e do uso de artifícios de que alguns se utilizam para atingir objetivos nefastos.
Novo single da cantora baiana Babalé, fala sobre os aspectos ocultos da natureza humana e do uso de artifícios de que alguns se utilizam para atingir objetivos nefastos.

Na era digital, com a modernidade líquida e o fenômeno da hiper informação, as pessoas têm mais liberdade de criar suas próprias realidades e convicções na medida em que ficam presas nas chamadas bolhas. Mas existe lobo em pele de cordeiro que oculta a sua face na virtualidade das redes, na tentativa de enganar e manipular. Nesse contexto, o novo single da cantora baiana Babalé, “Hipocrisia”, que sai pelo selo Banana Atômica fala sobre os aspectos ocultos da natureza humana e do uso de artifícios de que alguns se utilizam para atingir objetivos nefastos.

“Essa música nasceu há mais ou menos um ano e meio, pela minha inquietação com nossa conjuntura atual e como as coisas parecem e aparecem na mídia, principalmente nesses tempos de redes sociais, onde parece que tudo pode ser dito e mostrado e é bem difícil ter um filtro onde se possa validar as informações. Mas a música fala da fonte do engano, não do meio. Isso pode ser assunto pra outra, quem sabe?”, reflete Babalé.

Fica mais fácil de entender o ponto de vista da artista ao conferir a letra da música: Diz em nome da verdade/Que a gente disputa na palma da mão/Mas tua voz propaga o caos e a confusão/O caos e a confusão/Quem é você depois da cortina se fechar?/Haverá um rosto humano pra mostrar?/Você aí se diz nobreza/Cheio de panca, quer botar banca/Mas tem miolo mefítico o defensor da moral/E exala em tempo real”.

Inspirada pela MPB de Lenine, especialmente no álbum “Falange Canibal“ (2002) e com uma pitada de Pink Floyd, Babalé traz uma música de letra forte em contraponto à sua voz leve. Nascida no Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina (BA), a artista hoje mora em Feira de Santana e é de lá também o selo Banana Atômica comandado pelo produtor Joilson Santos:

“A Banana Atômica é uma das principais produtoras do interior da Bahia, e agencia muitos artistas da cidade de Feira de Santana, onde resido atualmente.  Na busca por ampliar o alcance do meu trabalho e distribuir minha música para um público maior, vejo que a Banana Atômica é ideal para me acompanhar nesse processo pelo cuidado e compromisso que tem com os artistas”, conta Babalé.

Em “Hipocrisia” Babalé (voz e violão nylon) está acompanhada dos músicos: Ivan Santos (baixo), Tito Pereira (synths e piano elétrico), PV (guitarra) e Rodrigo Barba (bateria).

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123140 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.