Após Talibã obrigar mulheres a cobrir rosto, Conselho de Segurança da ONU pede que políticas sejam revertidas

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Órgão emite nota expressando preocupação com aumento da erosão do respeito aos direitos humanos e liberdades fundamentais de mulheres e de meninas.
Órgão emite nota expressando preocupação com aumento da erosão do respeito aos direitos humanos e liberdades fundamentais de mulheres e de meninas.

O Conselho de Segurança da ONU emitiu uma nota expressão “profunda preocupação com o aumento da deterioração do respeito aos direitos humanos e liberdades fundamentais de mulheres e de meninas no Afeganistão”.

No comunicado, os 15 países-membros do órgão mencionam várias restrições impostas pelo Talibã, incluindo limites de acesso à educação, ao emprego, restrições à liberdade de movimento e à participação das mulheres na vida pública.

Mulheres proibidas de mostrar o rosto

O Conselho de Segurança enfatiza que essas medidas “contradizem as expectativas da comunidade internacional e os compromissos feitos pelo Talibã com o povo afegão”.

Outra preocupação do órgão está relacionada ao anúncio feito pelo Talibã obrigando todas as mulheres a cobrirem o rosto em espaços públicos e durante transmissões na mídia, além de pedir que elas saiam de casa apenas em caso de necessidade.

Violar qualquer uma dessas regras pode levar a punições por parte de parceiros ou de familiares homens. O Conselho de Segurança faz um apelo ao Talibã, para que “revertam as políticas e as práticas que estão restringindo os direitos humanos fundamentais de mulheres e de meninas afegãs”.

Reabertura de escolas

Outro pedido é para que o governo de facto reabra escolas para todas as estudantes, de forma imediata. O Conselho de Segurança também expressa preocupação com a volatilidade no país, incluindo desafios políticos, econômicos, sociais e de segurança, como ataques terroristas pelo Afeganistão.

O órgão também espera que todo o apoio possa ser dado às organizações humanitárias que atuam em prol dos civis e lembra que a Missão da ONU de Assistência ao Afeganistão, Unama, continua monitorando de perto a situação no país.

*Com informações da ONU News.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121615 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.