Presidente Vladimir Putin planeja expansão da exportação de produtos energéticos em direção ao Oriente; Sanções irracionais dos EUA e aliados do OTAN provocam movimento do líder da Rússia

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Vladimir Putin: Vocês da Europa ainda precisam do gás russo, mas estamos nos voltando para o Oriente.
Vladimir Putin: Vocês da Europa ainda precisam do gás russo, mas estamos nos voltando para o Oriente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira (14/04/2022) que Moscou irá trabalhar para redirecionar as exportações de energia para o Oriente, enquanto a Europa tenta reduzir sua dependência, e acrescentou que os países europeus não irão conseguir abandonar o gás russo imediatamente.

A Rússia fornece cerca de 40% do gás natural da UE, e as sanções ocidentais por conta do que Moscou chama de sua “operação militar especial” na Ucrânia atingiram as exportações energéticas complicando o financiamento e a logística de acordos pré-existentes.

Enquanto a UE debate se aplica sanções sobre o petróleo e o gás russos, e países do bloco buscam o fornecimento em outros países, o Kremlin têm formado laços mais próximos com a China, maior consumidor de energia do planeta, além de outros países asiáticos.

“Os chamados parceiros de países hostis admitem para eles mesmos que não conseguirão ficar sem os recursos energéticos da Rússia, incluindo o gás natural, por exemplo”, disse Putin em uma reunião do governo televisionada.

“Não há substituição racional para o gás russo na Europa hoje”.

Putin também disse que a Europa, ao falar sobre o corte de energia fornecida pela Rússia, está impulsionando os preços e desestabilizando o mercado.

O líder afirmou que a Rússia, que representa aproximadamente um décimo da produção global de petróleo, e cerca de um quinto do gás, precisará de nova infraestrutura para impulsionar o fornecimento de energia para a Ásia.

Movimento geopolítico 

As sanções irracionais dos Estados Unidos da América (EUA) e países aliados do Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), decorrentes da Operação Especial Militar na Ucrânia, provocam o movimento do líder da Rússia

*Com informações da Agência Reuters.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 122987 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.