O Exército do Brasil sob o comando do general de Exército Marco Antônio Freire Gomes | Por Baltazar Miranda Saraiva

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
General de divisão Marcos Alvim, desembargador Baltazar Miranda Saraiva e o general de exército Marco Antônio Freire Gomes.
General de divisão Marcos Alvim, desembargador Baltazar Miranda Saraiva e o general de exército Marco Antônio Freire Gomes.

Em cerimônia realizada no Clube do Exército, em Brasília, no dia 31 de março de 2022, o General Marco Antônio Freire Gomes assumiu o cargo de Comandante do Exército Brasileiro. O evento manteve a tradição de passagem de comando e contou com a presença do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, dos Comandantes da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos e da Força Aérea Brasileira, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, e demais autoridades civis e militares.

O General de Exército Freire Gomes, nasceu na cidade de Pirassununga, estado de São Paulo, em 31 de julho de 1957, e é filho de Francisco Valdir Gomes e Maria Enilda Freire Gomes e casado com a senhora Renata Couto Falcão Gomes. O casal possui dois filhos, Rachel e Bruno.

Foi incorporado ao Exército em 14 de fevereiro de 1977, na Academia Militar de Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ), e foi declarado aspirante a oficial de cavalaria em dezembro de 1980. Sua promoção ao posto de General de Exército (quatro estrelas), se deu em 31 de julho de 2018.

Freire Gomes estava à frente do Comando de Operações Terrestres (COTER), um dos principais cargos dentro da estrutura do Exército, desde setembro do ano passado.

Ao longo da carreira, Freire Gomes serviu em Bela Vista (MS), Recife (PE) e Bayeux (PB), foi instrutor da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), Adido Militar de Defesa e do Exército junto à Embaixada do Brasil no Reino da Espanha.

Como Oficial General, exerceu os cargos de Comandante do Comando de Operações Especiais, em Goiânia; 1º Subchefe do Comando de Operações Terrestres, em Brasília; Comandante da 10ª Região Militar, em Fortaleza; Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, em Brasília; Comandante Militar do Nordeste, em Recife e Comandante de Operações Terrestres (COTER) em Brasília.

Conheci-o por ocasião do centenário do Batalhão Pirajá, em Salvador, através do estimado amigo General de Exército Artur Costa Moura, então chefe do Departamento Geral do Pessoal do Exército Brasileiro, passando a admirá-lo pelo seu patriotismo e profissionalismo.

Em setembro de 2020, na condição de Comandante Militar do Nordeste, assinou um contrato que deixou o Exército encarregado de construir 18,3 quilômetros de um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a FIOL, entre os municípios do oeste baiano de Bom Jesus da Lapa e São Desidério.

No Brasil, realizou os cursos Básico de Paraquedista, Mestre de Salto, Básico de Salto Livre, Avançado de Salto Livre, Ações de Comandos, Forças Especiais, Segurança Presidencial, Logística e Mobilização da Expressão Militar do Poder Nacional, e o Curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército (CPEAEx).

No exterior, realizou as seguintes atividades militares, Estágio de Forças Especiais (Fort Bragg-Carolina do Norte-EUA), Curso de Gerenciamento de Crises, (Departamento de Defesa-Washington-DC, EUA), Curso de Contraterrorismo e Coordenação Interagências (Centro Hemisférico de Estudos de Defesa (CHDS, Washington-EUA) e o Curso de Sênior Mission Leade. Peacekeeping Operations (Organização das Nações Unidas-Egito). Integrou o Grupo de Observadores Militares das Nações Unidas na América Central (ONUCA) – Nicarágua.

Dentre as condecorações nacionais e estrangeiras, foi agraciado com as Ordem do Mérito da Defesa; Ordem do Mérito Naval; Ordem do Mérito Militar; Ordem do Mérito Aeronáutico; Medalha da Vitória; Mérito Desportivo Militar, Medalha Militar de Platina; Medalha Mérito Tamandaré; Medalha das Nações Unidas-ONUCA; Medalha do Pacificador; Medalha Corpo de Tropa; Medalha Mérito Aeroterrestre Ouro; Medalha Marechal Osório (O Legendário); Grã-cruz da Ordem do Mérito Militar–Espanha; Grã-cruz do Mérito (Alemanha), dentre outras.

Ao assumir o comando do exército destacou que os brasileiros podem esperar uma Força ainda mais dedicada ao país. “A sociedade pode esperar um Exército comprometido com o desenvolvimento do país, com a garantia dos poderes, com a garantia, principalmente, da nossa soberania. Somos braço forte e mão amiga 24 horas por dia e estamos prontos para ajudar o nosso país”

O Exército Brasileiro, nosso braço forte e mão amiga está portanto entregue a um Oficial-General competente, conhecido por sua inteligência e por seus conhecimentos profissionais.

*Baltazar Miranda Saraiva, desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), presidente da Comissão Permanente de Segurança do TJBA, vice-presidente e Corregedor Eleitoral Interino do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Membro Suplente do Conselho da Magistratura do TJBA (área criminal), Membro da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), além de vice-presidente Social, Cultural e Esportivo da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (ANAMAGES).

Confira vídeo

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123161 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.