“Filho do povo vai derrotar neto das elites”, afirma deputado Robinson Almeida, em PGP com Jerônimo Rodrigues

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Deputado Robinson Almeida e Jerônimo Rodrigues, pré-candidato ao governo da Bahia.
Deputado Robinson Almeida e Jerônimo Rodrigues, pré-candidato ao governo da Bahia.

Presente no Programa de Governo Participativo (PGP) do pré-candidato ao Governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), em Serrinha, neste domingo (24/04/2022), o deputado estadual Robinson Almeida (PT) afirmou que “o filho do povo vai derrotar o neto das elites”, em referência ao candidato do PT e do time de Rui e Lula, que polariza a disputa estadual com o ex-prefeito de Salvador ACM Neto.

“Com a força do time de Rui e Lula, o filho do povo vai derrotar o neto das elites. A Bahia vai seguir em frente, de mãos dadas com o Brasil, na parceria do governo popular, liderado em breve por Jerônimo Rodrigues, com o presidente Lula no governo federal, trazendo mais investimentos para nosso estado, avançando nas transformações sociais e fazendo nosso país feliz de novo”, afirmou Robinson. “Jerônimo tem aglutinado mais apoio popular, conquistado lideranças, está numa crescente e a tendência é de vitória no primeiro turno”, avaliou.

O parlamentar também recordou que nos últimos 3 anos e quatro meses a Bahia foi perseguida pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) sem que o ex-prefeito de Salvador levantasse a voz para defender o estado.

“Bolsonaro perseguiu a Bahia em seus quase 4 anos de governo, cortando investimentos, não credenciando ao SUS os novos Hospitais, as policlínicas e sem realizar um investimento que ajudasse no desenvolvimento da Bahia. Apesar disso, o ex-prefeito de Salvador, que apoiou o golpe contra a presidenta Dilma, ajudou a eleger Bolsonaro em 2018 e é dado a bravatas, se calou, foi omisso e não defendeu a Bahia e os baianos”, observou o petista.

Robinson também avaliou a estratégia do ex-prefeito da capital em tentar desnacionalizar a disputa eleitoral.

“Ele, como dirigente nacional de seu partido, orientou os deputados a apoiar as reformas da previdência e trabalhista, que retirou direitos da classe trabalhadora. Apoiou a agenda econômica de Bolsonaro, que trouxe a carestia e os fantasmas da inflação e da fome ao povo brasileiro. Tenta se descolar dessa agenda que ele apoiou, por puro pragmatismo eleitoral. A agenda econômica de Bolsonaro, apoiada por ACM Neto e o conjunto de deputados que o apoiam, só beneficiou a elite, da qual faz parte, e fez muito mal ao nosso povo, que irá derrotá-lo em breve”, enfatizou Robinson.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10102 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).