Eleições 2022: União Brasil mantém filiação de Sérgio Moro com promessa de candidatura ao Senado por São Paulo; Político abandou Podemos de Curitiba para tentar presidência da República pelo UB

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Embora em menor número, a ala de ACM Neto tem poder de veto nas decisões do partido e ingressou com pedido de desfiliação de Sérgio Moro. A ação do pré-candidato ao governo da Bahia pelo União Brasil é vista como uma vendeta pelo fato de ter sido alvo da força-tarefa do Caso Lava Jato, operação que teve Sérgio Moro como juiz criminal federal, em Curitiba.
Embora em menor número, a ala de ACM Neto tem poder de veto nas decisões do partido e ingressou com pedido de desfiliação de Sérgio Moro. A ação do pré-candidato ao governo da Bahia pelo União Brasil é vista como uma vendeta pelo fato de ter sido alvo da força-tarefa do Caso Lava Jato, operação que teve Sérgio Moro como juiz criminal federal, em Curitiba.

A direção do União Brasil divulgou uma nota unificada, neste sábado (02/04/2022), em que indica a tentativa de apaziguar os ânimos relativos ao ex-juiz Sergio Moro dentro do partido. Além de deixar de questionar a filiação do ex-ministro da Justiça à sigla, também destaca que seu projeto político é em São Paulo.

“O União Brasil tem na sua essência a defesa da democracia. Nascemos pautados pelo respeito ao espírito colegiado e seguiremos assim na tomada de todas as decisões internas”, afirmou o partido, conforme noticiado pela Folha de S.Paulo.

Na nota, a sigla, que se dividiu nos últimos dias em relação à filiação do ex-juiz, declara que “o ex-ministro Sergio Moro é um homem íntegro, capaz de enriquecer, junto às demais lideranças partidárias, a discussão sobre o futuro que almejamos para o país”.

“Sua filiação ao União Brasil tem como objetivo a construção de um projeto político-partidário no estado de São Paulo e facilitar a construção do centro democrático, bem como o fortalecimento do propósito de continuarmos crescendo em todo país”, diz o comunicado.

O texto é assinado por líderes dos dois lados, dos antigos PSL e Democratas: Luciano Bivar, entusiasta da candidatura presidencial de Moro, e ACM Neto, secretário-geral do partido, que lidera a ala contrária à postulação do ex-juiz. O primeiro-vice-presidente da sigla, Antonio Rueda, também assina o documento.

Na sexta-feira (01/04/2022), o grupo ameaçou apresentar requerimento para impugnar a filiação de Moro, um dia após seu ingresso à legenda.

“Vamos apresentar, ainda hoje, um requerimento de impugnação da filiação dele. Será assinado pelos 8 membros com direito a voto no partido, o que corresponde a 49% do colegiado. A filiação, uma vez impugnada, requer 60% para ter validade”, declarou o ex-prefeito de Salvador em mensagem a O Antagonista.

PSDB divulga carta convidando ACM Neto para o partido

Depois de o diretório paulista do União Brasil convidar o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, para migrar ao partido, o PSDB baiano se movimentou em resposta. O presidente tucano na Bahia, o deputado federal Adolfo Viana, enviou carta ao ex-prefeito de Salvador ACM Neto, com convite para que ele se junte à sigla. Atualmente, Neto é uma das vozes do União Brasil e ocupa o cargo de secretário-geral da legenda.

O ex-prefeito de Salvador ACM Neto disse no sábado (02/04) que “não há hipótese” de deixar o União Brasil e se filiar ao PSDB, em meio à crise no partido por causa da filiação do ex-ministro Sergio Moro.

Ex-juiz troca legendas

O ex-ministro trocou o Podemos pelo União Brasil na reta final do prazo da janela partidária para as eleições. No ato de filiação ao novo partido, o ex-juiz afirmou, em publicação nas redes sociais, que “abriria mão” da candidatura à presidência naquele momento. Assim, a hipótese de sua candidatura à Câmara dos Deputados ou ao Senado por São Paulo passou a ser ventilada.

“Filiei-me ao União Brasil com a intenção de auxiliar a unificação do centro democrático, exigência para derrotar o populismo e o radicalismo que ameaçam a nação. Meu movimento político exigiu desprendimento e humildade. Não foi a escolha de um atalho fácil, mas de um caminho longo e árduo. Mas, reafirmo: sinto-me agora mais fortalecido, ao lado de grandes forças políticas, para avançar em minha pretensão, sabendo que ela fará parte de uma construção coletiva”, afirmou Moro.

Porém, um dia depois, em pronunciamento, declarou que ainda não havia “desistido de nada”.

Rejeição de ACM Neto à Sérgio Moro é criticada por deputado estadual de São Paulo

Presidente do diretório do União Brasil em São Paulo, deputado estadual Junior Bozzella (UB) desautorizou na sexta-feira (01/04/2022) a nota emitida por Alexandre Leite. A nota vetava Sergio Moro de articular candidatura pela legenda à presidência da República.

“Nenhum membro da diretoria isoladamente está autorizado a falar pelo União Brasil de São Paulo. Nos termos estatutários, as manifestações oficiais do partido devem ser colegiadas, seguir as diretrizes estatutárias e do órgão nacional. A filiação de Sergio Moro foi realizada em Brasília, pelo presidente nacional, Luciano Bivar, que é a autoridade máxima do partido, até que haja uma convocação dos órgãos nacionais colegiados. Nenhum membro de São Paulo pode desautorizar o presidente nacional. Isso é regra básica da hierarquia partidária.  Em contrapartida falar contrariamente ao que o órgão nacional orientou, configura infração ética, passível de representação disciplinar, nos termos estatutários”, diz o deputado.

O deputado também afirma que a rejeição do grupo de ACM Neto ao projeto presidencial do ex-ministro de Jair Bolsonaro não é motivo para o cancelamento da filiação ao partido.

“O fato de uma ala do partido não querer a candidatura presidencial de Sergio Moro não é motivo para impugnar sua filiação”, diz Bozzella.

Sérgio Moro mantém encontro com a senador Simone Tebet

O ex-juiz e ex-ministro do Governo Bolsonaro Sergio Moro (União Brasil) publicou no Twitter neste sábado (02/04), foto de encontro com a senadora Simone Tebet (MDB-MS), pré-candidata à presidência da República. O encontro correu em São Paulo.

Sérgio Moro mantém encontro com o ex-governador Eduardo Leite

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro (União Brasil) publicou no Twitter, neste sábado (02/04), foto de encontro com o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB). Disse que conversou sobre “a necessidade de união do centro que está sendo liderada no União Brasil” e o presidente do partido, Luciano Bivar.

Sérgio Moro promove duplo ataque, contra o ex-chefe e um ex-presidente

O ex-ministro da Justiça do Governo Bolsonaro Sergio Moro (União Brasil) se referiu ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como “autocratas” em uma publicação em redes sociais neste sábado (02/04).

Presidente Jair Bolsonaro diz que Sérgio Moro além de ‘traíra’ é ‘mentiroso’

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse na quinta-feira (31/03) que o ex-ministro Sergio Moro (União Brasil) é “traíra e mentiroso”.

A fala ocorreu durante a live semanal, quando Bolsonaro comentava o relatório da PF (Polícia Federal) que o inocenta das acusações de interferência na instituição, sobre o qual Moro é autor da denúncia. “Sérgio Moro, além de traíra, é mentiroso”, disse o presidente.

Em apenas dois dias, esposa de Sérgio Moro se filia a dois partidos

Após filiação de 24 horas ao Podemos, a advogada Rosângela Moro, mulher do ex-ministro Sergio Moro, seguiu o marido e também se filiou ao União Brasil.

Três pré-candidatos à presidente da República desistem

Ao longo de março, três pré-candidatos desistiram de concorrer à presidência da República: Sergio Moro (Ex-Podemos, atual UB de São Paulo), Alessandro Vieira (PSDB do Rio Grande do Sul) e Rodrigo Pacheco (PSD de Minas Gerais).

Ciro Gomes critica desistências

Em publicação no Twitter, realizada neste sábado (02/04),  sem citar nomes, O pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) ironizou as desistências e recuos do ex-ministro Sergio Moro (União Brasil) e do ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) pela disputa presidencial.

“Não adianta querer sair e não sair, querer ficar e não ser querido”, disse, em referência aos políticos.

Irritada com contra-ataque de João Doria, cúpula do PSDB dá aval a Eduardo Leite  

Irritada com o contra-ataque de João Doria, que ameaçou implodir o PSDB de São Paulo em troca de apoio público – e jurídico – à sua candidatura presidencial pelo PSDB, a cúpula do partido deu sinal verde a Eduardo Leite para buscar e selar apoios entre MDB, União Brasil e outros partidos.

João Doria desiste da candidatura à presidência da República, dizem jornais

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), surpreendeu aliados na manhã desta quinta-feira (31/03/2022) ao avisar que não vai deixar o cargo e que desistiu de concorrer à Presidência da República, segundo os jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo e O Globo. Posteriormente, ele desistiu e desistir.

João Doria confirma renúncia ao governo de São Paulo e diz que é candidato

João Doria (PSDB) renunciou ao governo de São Paulo e confirmou que será candidato à residência da República, após um dia marcado por notícias desencontradas, disputas internas e tensão. Ele passou o cargo ao vice, Rodrigo Garcia (PSDB), que assume em 2 de abril e, nas eleições de outubro, vai concorrer à cadeira no Palácio dos Bandeirantes. “Cumpri a minha obrigação”, disse Doria.

Novo lança pré-candidatura de Felipe d’Avila à presidência da República; Nomes para disputa de governo estadual, Senado e Congresso Nacional são aprovados

O Partido Novo realiza neste sábado (02/04) o 6º encontro nacional para apresentar oficialmente a pré-candidatura do cientista político Luiz Felipe d’Avila ao Planalto e a de outros pré-candidatos pelo partido. Acontecerá a partir das 9h, na sede da Fecomercio, em São Paulo.

Em novembro de 2021, o partido anunciou o nome de d’Avila como pré-candidato à Presidência no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Ele é defensor de uma agenda liberal e da 3ª via. Já afirmou que seu objetivo é combater o “populismo de esquerda e direita”.

Além da apresentação do nome de d’Avila para a corrida presidencial, o evento formalizará pelo menos outros 4 pré-candidatos a deputados federais, 1 a senador e outro a governador. Leia a lista:

Governador Romeu Zema (MG), pré-candidato a reeleição;

Paulo Roque (DF); pré-candidato ao Senado; e

Vinicius Poit (SP), Paulo Ganime (RJ), Odair Tramontin (SC), e Aridelmo Teixeira (ES), deputados federais.

Renan Filho renuncia e lança pré-candidatura ao Senado; Alagoas terá eleição indireta para governador

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), renunciou ao cargo neste sábado (02/04). Ele vai disputar o Senado nas eleições de outubro.

A saída se deu no último dia do prazo para desincompatibilização do cargo para chefes do Executivo que desejam disputar o pleito de 2022.

Com a saída de Renan Filho da função, haverá uma eleição indireta na Assembleia Legislativa para a escolha do novo governador de Alagoas. Isso porque Luciano Barbosa (MDB), que foi eleito vice-governador em 2018, virou prefeito de Arapiraca, maior cidade do interior do estado, nas eleições municipais de 2020.

Quem assume o lugar de Eduardo Leite como governador do Rio Grande do Sul?

Com a renúncia de Eduardo Leite (PSDB) do cargo de governador do Rio Grande do Sul, o vice, Ranolfo Vieira Júnior, do mesmo partido, assumiu o posto.

Nascido em Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre, o novo governador é delegado de polícia aposentado, carreira que iniciou em 1998. Já foi chefe de Polícia do Rio Grande do Sul entre 2011 e 2014, durante a gestão de Tarso Genro (PT).

Atualmente, Vieira Júnior acumulava o cargo de vice-governador e de titular da SSP (Secretaria da Segurança Pública), mas anunciou que vai deixar este último – ainda não se sabe quem vai assumir em seu lugar.

*Com informações da Sputnik Brasil, Terra, CNN Brasil, Jornal Folha de S.Paulo e Poder 360.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123100 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.