Chanceler da Rússia alerta para risco de guerra nuclear, critica expansão dos EUA e aliados da OTAN para fronteira do sul da China e alerta para tentativa do Governo Biden em manter hegemonia estadunidense

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Expansão da OTAN como instrumento de poder dos EUA gera perigo de guerra nuclear.
Expansão da OTAN como instrumento de poder dos EUA gera perigo de guerra nuclear.

O chanceler russo, Sergei Lavrov, alertou nesta segunda-feira (25/04/2022) que o risco de guerra nuclear é real e não pode ser subestimado. O chefe da diplomacia russa também criticou o incentivo à russofobia por parte de lideranças internacionais e a expansão da OTAN em direção à China.

Em entrevista à emissora russa Channel 1, Lavrov disse que a expansão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) serve para ampliar o poder dos Estados Unidos.

“Quando eles [OTAN] aceitaram Montenegro, Macedônia do Norte e Albânia, como podem fortalecer a segurança da aliança militar ocidental se essa é uma aliança defensiva? Isso mostra que a OTAN não busca objetivos estatutários, mas a criação de território sob comando dos EUA, em linha com a tentativa de perpetuar o mesmo mundo unipolar”, afirmou o chanceler.

Lavrov também afirmou que o Kremlin acredita que as posições da Ucrânia são decididas pelas lideranças ocidentais.

“Assim como antes, muitos de nós estamos convencidos de que a posição real da Ucrânia é determinada em Washington, Londres e outras capitais do Ocidente. Portanto, dizem nossos cientistas políticos, por que falar com o gabinete de [Vladimir] Zelensky? É preciso falar com os norte-americanos e é necessário negociar com eles, chegar a um acordo com eles. Porém nós continuamos negociando com a equipe de Zelensky, e esses contatos continuarão”, acrescentou o diplomata.

Risco de conflito nuclear é estimulado de forma artificial

O risco de guerra nuclear é muito significativo e esse perigo não pode ser subestimado enquanto há um esforço de muitos para estimular essa ameaça de forma artificial, disse Lavrov. O chanceler acrescentou que as cinco potências nucleares reafirmaram em janeiro a posição de que a guerra nuclear é inadmissível.

“Essa é nossa posição por princípios, nós partimos daí. […] Gostaria muito que esses riscos não fossem artificialmente inflados, e há muitos que querem. O risco é sério, é real, e não pode ser subestimado”, disse o chanceler russo.

EUA buscam levar OTAN para o mar do Sul da China

O chanceler russo, Sergei Lavrov, também teceu comentários sobre as tensões no sudeste asiático. Segundo ele, os EUA planejam levar a OTAN até a região para conter a China.

“Eles [os países ocidentais] deixam claro que não podemos decidir o que é necessário para a nossa segurança. Eles também vão levar a linha de defesa de sua ‘aliança defensiva’ para o mar do Sul da China”, afirmou.

Lavrov criticou a postura da OTAN e afirmou que a aliança acredita que tem o direito de fazer o que bem entende ao redor do planeta. Segundo ele, essa visão está expressa na recente criação do AUKUS, a aliança entre Austrália, Reino Unido e EUA.

“Os EUA decidem de forma espontânea que algum lugar a dez mil quilômetros de distância é uma ameaça aos seus interesses — seja na Iugoslávia, Iraque ou outros lugares no Oriente Médio —, enviam tropas, bombardeiam infraestrutura civil sem pensar duas vezes, sem problemas legais, sem checar a lei internacional e a Carta da ONU, como fizeram em Belgrado quando explodiram pontes, trens de passageiros e uma emissora de TV”, afirmou Lavrov.

*Com informações da Sputnik Brasil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121819 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.