Presidente Joe Biden anuncia proibição das importações de petróleo e gás da Rússia para os EUA; Previsão é do barril à US$ 150

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Presidente Joe Biden estimula conflito entre Ucrânia e Rússia, com envio de dinheiro, armas e boicotes financeiros.
Presidente Joe Biden estimula conflito entre Ucrânia e Rússia, com envio de dinheiro, armas e boicotes financeiros.

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira (08/03/2020) a interrupção total das importações de petróleo e gás da Rússia, em um movimento de escalada das sanções contra Moscou devido à operação militar especial na Ucrânia.

“Hoje estou anunciando que os Estados Unidos estão atacando a principal artéria da economia da Rússia. Estamos proibindo todas as importações de petróleo, gás e fontes de energia russos. Isso significa que o combustível russo não será mais aceito nos portos dos EUA”, disse.

Segundo o presidente norte-americano, “a medida tem forte apoio bipartidário no Congresso”.

“Os americanos se uniram para apoiar o povo ucraniano e deixaram claro que não faremos parte do subsídio à guerra de [Vladimir] Putin”, declarou.

Biden revelou que, antes de tomar a decisão, consultou aliados em todo o mundo, principalmente na Europa.

Ele disse “entender que muitos dos parceiros e aliados europeus podem não estar em condições de se juntar” aos EUA no gesto, apontando para a capacidade doméstica de produção de petróleo em comparação com a de outros membros da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

“Os Estados Unidos produzem muito mais petróleo no mercado interno do que todos os países europeus juntos. Portanto, podemos dar esse passo, que outros não podem. Mas estamos trabalhando em estreita colaboração com a Europa e nossos parceiros para desenvolver uma estratégia de longo prazo para reduzir também sua dependência da energia russa.”

Embora tenha afirmado que a intenção é atingir cada vez mais o presidente russo, Vladimir Putin, Biden admitiu que a medida terá custos para os EUA.
Antes do anúncio, próximo de 12h40 (horário de Brasília), o barril de petróleo Brent subia 7,55%, sendo negociado a 132,51 dólares (R$ 674,08), enquanto o WTI tinha alta de 8,18%, a 129,17 dólares (R$ 657,09).

Armas à Ucrânia

O presidente dos EUA também comentou o esforço dos EUA para acelerar a entrega de armamento à Ucrânia. De acordo com ele, já foram enviados “mais de um bilhão de dólares [cerca de R$ 5 bilhões] em assistência de segurança”.

“Remessas de armas defensivas estão chegando à Ucrânia todos os dias dos Estados Unidos. E estamos coordenando com nossos aliados e parceiros armas semelhantes da Alemanha à Finlândia e à Holanda”, disse Biden.

Boicote de EUA e Reino Unido a petróleo russo pode levar barril a US$ 150 

Diante da perspectiva de avanço nas restrições internacionais ao comércio de petróleo e gás, o óleo chegou a subir mais de 7% nesta terça-feira (08/03/2022), superando os US$ 131 por barril para o tipo Brent, referência para o mercado europeu, e os US$ 128 para o WTI (referência nos EUA).

Desde o início do ano, o petróleo já valorizou mais de 70% e, na segunda-feira, a cotação chegou a bater em US$ 139, maior patamar desde o recorde de US$ 147 atingido em 2008.

Para analistas ouvidos pela BBC News Brasil, a proibição de importação pelos Estados Unidos tem efeito mais simbólico do que prático, já que a Rússia responde por apenas cerca de 8% das importações de petróleo americanas.

Ainda assim, o anúncio de Biden, que deverá ser acompanhado pelo premiê britânico Boris Johnson, traz volatilidade aos preços internacionais e os analistas avaliam que os preços podem voltar a flertar com patamares próximos a US$ 150 nos próximos dias.

Americanos vão sentir ‘onda de choque’ das sanções contra Rússia, diz The Hill

As tentativas dos países ocidentais de abalar a economia russa podem ter consequências imprevisíveis para eles mesmos, opinam especialistas ouvidos pelo jornal The Hill.

Os Estados Unidos e a Europa “estão buscando infligir a máxima dor à Rússia” e “declaram explicitamente que estão se envolvendo em uma guerra econômica com a Rússia”, disse ao veículo o ex-assessor do secretário do Tesouro dos EUA, Daniel Glaser.

De acordo com suas palavras, o Ocidente não parece se importar muito com os possíveis danos colaterais das sanções.

Por sua vez, Rachel Ziemba, fundadora da empresa de consultoria Ziemba Insights, notou que as restrições contra o Estado russo têm um caráter sem precedentes e que, paralelamente, elas criam grandes riscos para a economia americana.

Conforme a especialista, os americanos vão sentir “ondas de choque” das sanções contra a Rússia através do aumento abrupto dos preços dos combustíveis e alimentos, acrescentando que o maior dano vai ocorrer caso a administração Biden corte as importações de petróleo russo.

Corte de gás para Europa

Do outro lado, a Rússia ameaçou na noite de segunda-feira suspender o fornecimento de gás natural à Europa por meio do gasoduto Nord Stream 1. O vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak, alertou que o movimento poderia ter “consequências catastróficas” para a economia mundial e previu que o preço do barril poderia chegar com isso a US$ 300.

Brasil debate aumento de preços e formas de controle

No Brasil, aumenta a pressão por uma mudança na política de preços da Petrobras, diante de um presidente Jair Bolsonaro (PL) preocupado com os efeitos da inflação na corrida eleitoral de outubro.

No Congresso, projetos de lei que buscam aliviar a pressão sobre os combustíveis ganham urgência com a alta de preços do petróleo no mercado internacional.

Por aqui, a percepção de uma piora do quadro inflacionário se consolida. Nesta terça-feira, a XP Investimentos, por exemplo, elevou sua projeção para a inflação no Brasil de 5,2% para 6,2% este ano, e de 3,25% para 3,80% no ano que vem, devido ao cenário de preços de commodities muito mais instável.

Já o banco francês BNP Paribas elevou sua projeção para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em 2022 de 6% para 7%, passando a prever uma alta da taxa básica de juros até 13,25%, ante estimativa anterior de 12,25%.

*Com informações da Agência Sputnik Brasil e de Thais Carrança, da BBC News Brasil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121740 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.