Política pública estadual contempla catadores de materiais recicláveis que atuam na região da Costa do Descobrimento da Bahia, sul e extremo-sul do estado

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Cesol Litoral Sul é parceiro na assistência técnica que contemplou cooperativas e associações em três territórios de identidade.
Cesol Litoral Sul é parceiro na assistência técnica que contemplou cooperativas e associações em três territórios de identidade.

No mês em que catadores de materiais recicláveis celebram seu dia mundial [01 de março], a categoria que ainda carece de valorização na sociedade tem motivos para comemorar no Litoral Sul, Costa do Descobrimento e Extremo Sul do estado. A atuação da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (SETRE) junto a parceiros como o Cesol e a Defensoria Pública do estado vem empenhando esforços em políticas públicas para o setor.

Por meio do projeto Pró-Catador, nos últimos anos, cooperados e associados em grupos organizados tiveram acesso a capacitações e equipamentos, como explica o coordenador do Cesol Litoral Sul, Thiago Fernandes. “O papel que a Secretaria do Trabalho tem desempenhado conosco na região é muito importante, sobretudo com o apoio a catadores de materiais recicláveis. O Pró-Catador ofereceu cursos, palestras, capacitações e oficinas à categoria no Sul, Extremo Sul da Bahia e Costa do Descobrimento”, aponta.

“Algumas cooperativas receberam maquinários, a exemplo da Cooperaporto [Cooperativa de Trabalho de Catadores de Porto Seguro], Coonápolis [Cooperativa de Trabalho de Catadores de Materiais Reciclaveis de Eunapolis], AACRRI [Associação de Agentes Ambientais e Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis de Itabuna] e Coolimpa [Cooperativa de Catadores Consciência Limpa]. Todas as outras cooperativas e grupos dos territórios citados receberam EPIs com máscaras de silicone, fritro, chapéu de proteção, big bags, óculos, calças, camisas, botas, tudo isso para auxiliar no trabalho dos catadores”, acrescenta Fernandes.

Catador e diretor na AACRRI, Ricardo Ferreira destaca a política pública como divisor de águas para a atuação profissional do grupo. “O Cesol é fundamental para garantir uma vida melhor contribuindo com nossa atuação, sempre nos apoiando e nos capacitando. Desde o início do projeto Pró-Catador, por meio da Setre, tivemos todo o apoio com EPIs, big bags, além de cestas básicas em momentos difíceis. É um trabalho fundamental que, junto à Defensoria Pública, trouxe nosso reconhecimento junto à população. Somos muito gratos”, comemora Ferreira.

Ao todo, de acordo com Thiago Fernandes, mais de R$ 1 milhão oriundos da Setre e do Governo Federal foram investidos junto aos catadores que, com o apoio técnico do Cesol tem garantido geração de renda aos catadores, bem como a gestão organizada dos empreendimentos que integram.

Organização da categoria

Em Itabuna, com apoio do Cesol Litoral Sul e da Defensoria Pública, os catadores que não eram organizados passaram a ter uma associação com todos os ritos essenciais à sua constituição. Ainda no extinto lixão municipal, os integrantes receberam capacitações e palestras. Após a criação da AACRRI, o grupo foi contemplado com um galpão conquistado pela categoria junto à prefeitura por meio da pressão da Defensoria Pública para a contratação dos catadores. Já a Setre entrou com doação de maquinários como prensa, balança automática e carrinho elétrico, além de EPIs e big bags para auxiliar e proteger a atuação dos agentes ambientais.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 122986 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.