Líder da ONU cita impacto econômico da guerra entre Rússia e Ucrânia e pede urgência na cooperação internacional

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
António Guterres destaca que mundo sofre diversas crises e resposta só será possível por meio de união.
António Guterres destaca que mundo sofre diversas crises e resposta só será possível por meio de união.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, esteve na Assembleia Geral para a quinta rodada de consultas sobre a Agenda Comum, dando destaque a cooperação internacional.

Com foco no conflito na Ucrânia, o chefe da ONU afirmou que vivemos em um “mundo carregado e complexo”. Para ele, a situação é marcada por pautas geopolíticas, tecnológicas e ambientais, que estão separando a humanidade em um momento em que precisa urgentemente de união.

Paz

Ainda na abertura de seu discurso desta quinta-feira (10/03/2022), Guterres fez referência aos pilares da criação da ONU. Ele lembrou que a paz é “o bem público global mais importante” e razão da fundação das Nações Unidas.

O secretário-geral afirmou que a guerra traz morte, sofrimento humano e destruição. Para Guterres, este é um momento em que o mundo não pode se “dar ao luxo de aumentar os grandes desafios globais” que enfrenta.

Guterres pontuou as sérias implicações globais com o avanço da violência. O chefe da ONU alerta que o conflito reduzirá ainda mais o financiamento humanitário, aumentando o sofrimento de muitos dos mais vulneráveis em todo o mundo.

O secretário-geral destaca que os confrontos também podem aumentar indiretamente a fome global. Ele explica que a Ucrânia é uma das maiores fontes mundiais de grãos, e a situação pode fazer com que os preços subam.

Por fim, Guterres afirma que o conflito está profundamente ligado à crise climática, demonstrando a dependência contínua de combustíveis fósseis e colocando a economia global e a segurança energética “à mercê de choques geopolíticos”.

O secretário-geral também aponta o impacto econômico da guerra, particularmente o aumento dos preços da energia, atinge mais duramente os países em desenvolvimento.

Segundo ele, muitos desses países já estão lutando para se recuperar da pandemia e lidar com o aumento da inflação. Guterres ainda afirmou que “a guerra multifacetada que está acontecendo no coração da Europa,” é uma violação da Carta das Nações Unidas.

Agenda

A Assembleia Geral vem se reunindo em volta de outros temas destacados na Agenda Comum. As demais sessões debateram a importância de acelerarem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, colocando como prioridade a educação e o acesso às vacinas de Covid-19.

A Assembleia Geral também discutiu sobre financias sustentáveis e inclusivas, reavaliando o balanço econômico para permitir que nações em desenvolvimento invistam nos ODS.

Mais recentemente, o órgão discutiu sobre paz e segurança e mudança climática. Para Guterres, os últimos desdobramentos na Ucrânia e a publicação do Painel Intergovernamental da ONU sobre Mudança Climática, Ipcc, reforçam o quanto é fundamental a cooperação urgente nesses dois pilares.

O secretário-geral afirmou que, em todo o mundo, “instituições fracas e falta de responsabilidade andam de mãos dadas com os riscos climáticos e de segurança”. Ele ainda destacou que “gastos militares recordes não protegerão ninguém da catástrofe climática”.

Cooperação Internacional

Guterres pontuou outras ameaças e lembrou que uma cooperação internacional mais forte poderia ter evitado milhões de mortes causadas pela Covid-19 e suas consequências, que criaram crises e aumentaram a fome e a pobreza.

O chefe da ONU alertou que a crise climática também já passou do “ponto sem retorno”, embora diversos avisos foram feitos, assim como apelos pelo trabalho conjunto para evitar a degradação ambiental.

Ele destaca que seu relatório ressalta riscos enfrentados e chama a atenção para a “perigosa ficção de que o status quo é uma opção viável”. O líder das Nações Unidas afirmou que não é necessário ler todo o documento para “acordar”, bastando para tal “olhar ao redor”.

Seu apelo é por um esforço sério para melhorar a governança global, gerenciar riscos e salvaguardar os bens comuns globais e os bens públicos globais.

Para Guterres, todos precisam trabalhar juntos para resolver os maiores problemas, “por meio de estruturas existentes, se forem adequadas ao propósito, e estruturas novas ou revigoradas, quando necessário”.

*Com informações da ONU News.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123143 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.