Chile retoma atividade de cassinos e arrecada US$ 50 milhões em um mês

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Cassinos no Chile reabrem após pausa nas atividades pela pandemia. Confira os números.

Cassinos no Chile reabrem após pausa nas atividades pela pandemia. Confira os números.

Já não é segredo para ninguém que as apostas caíram no gosto da população mundial, mas no Chile, o país tem chamado a atenção de várias empresas estrangeiras de cassino online e acaba resultando em um faturamento milionário.

A Superintendência de Casinos de Juego (SCJ) do Chile, divulgou o relatório mensal de agosto, informando que os cassinos tiveram uma receita bruta de 40,808 bilhões de pesos (aproximadamente US$50 milhões). Além disso, foram 13,247 bilhões de pesos (US$16.312.806) em impostos, superando os números de antes da pandemia do Covid-19.

O SCJ do país ainda destaca que logo no primeiro mês de operações contínuas, 25 dos 26 cassinos do Chile recuperaram mais de 90% da receita e, oito deles, tiveram uma atividade ainda maior que a que era registrada antes da pandemia.

Cenário de apostas chileno tem boas expectativas

A SCJ é um órgão autônomo pela Lei nº 19.995, de janeiro de 2005. Dessa forma, a sua finalidade é fiscalizar a instalação e administração das operações dos cassinos no Chile, que são legalizados.

Com os números apresentados pelo SCJ, podemos concluir que o cenário de apostas chileno é ótimo, com boas expectativas. Vale ressaltar que em 2020 os estabelecimentos ficaram a maior parte do tempo inativos, por isso, não tem como comparar dados.

Um dos melhores exemplos de crescimento do país é o cassino em Viña del Mar, que vem contribuindo com 1,4 bilhões de pesos em impostos totais. Ao todo, em agosto, foram 377.580 contabilizando todos os cassinos licenciados no Chile, um aumento de 62,6% em relação ao mesmo mês de 2019.

Vista aérea do Hotel e Cassino de Viña del Mar.
Vista aérea do Hotel e Cassino de Viña del Mar.

Portanto, a expectativa para esse retorno é boa, e o Governo Chileno espera que em 2022 os números se tornem ainda maiores.

Diferente do Chile, Brasil ainda tem indefinições

Na contramão do que acontece no Chile, o Brasil ainda passa por indefinições. Portanto, no país, é possível apostar, porém, apenas em casas de apostas online. Onde os jogos mais populares são as apostas em esportes, especialmente futebol.

Dessa forma, as empresas não pagam taxas e impostos para o Governo Brasileiro, portanto, não recebem absolutamente nada, já que as empresas respondem às leis de outros países, onde são regularizadas.

É como se o apostador brasileiro fizesse uma compra em um site de fora. Os impostos são pagos onde a empresa é alocada e o produto entregue em casa, o sistema serve como comparativo.

Ex-deputado federal Renato de Mello Vianna (MDB-SC).
Ex-deputado federal Renato de Mello Vianna (MDB-SC).

Portanto, o assunto da regulamentação dos jogos de azar está em alta no Brasil, que busca chegar a uma definição em um futuro próximo. Para isso, parlamentares favoráveis estão tentando aprovar projetos de lei há um tempo, como é o caso do deputado Renato Vianna (MDB-SC), com o PL nº 442/1991, e do senador Ciro Nogueira (PP-PI), atual ministro-chefe da Casa Civil, com o de nº 186/2014.

Em simultâneo, Arthur Lira (PP/AL), presidente da Câmara dos Deputados, criou um grupo de trabalho para agilizar o processo. No último dia 16 de novembro, foi votado e aprovado na Câmara dos Deputados, um requerimento de urgência para votar um projeto de lei que legaliza os jogos de azar. Dessa forma, o mesmo deverá ser votado na primeira semana de fevereiro de 2022, porém, até lá, resta aguardar o desenrolar do tema.

Entre os contrários, o principal argumento é o do risco do vício, mas já está provado que a ilegalidade não impede as apostas, que seguem a todo vapor. Além disso, para os favoráveis, os principais pontos positivos levantados são a geração de emprego, movimentação da cultura e economia, além de claro, um alto potencial de arrecadação com os cassinos e apostas esportivas, resultantes do pagamento de taxas e impostos pelas empresas.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121857 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.