Outra frente de guerra territorial está em curso; China prepara retomada de Taiwan; Caças J-20 podem ‘desafiar’ Força Aérea dos EUA em conflito potencial

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Caças J-16 e J-20.
Caças J-16 e J-20.

A Força Aérea de Taiwan alertou nesta quinta-feira (24/02/2022) que nove aeronaves chinesas entraram na zona de defesa aérea.

Os aviões voaram por uma área a nordeste das Ilhas Prata, controladas por Taiwan. A frota era composta por oito caças J-16 de fabricação chinesa, além de um avião de reconhecimento Y-8.

O J-16 é um caça multifunção e um dos aviões mais novos da frota chinesa, que tem mais de 150 aeronaves em operação.

Taiwan disse que empregou forças de patrulha aérea para expulsar os aviões chineses e monitorar a situação. Mísseis de ataque terra-ar foram colocados em estado de alerta por prevenção.

Nove aeronaves do ELP [Exército de Libertação Popular] (Y-8 RECCE e J-16 *8) entraram a sudoeste do espaço aéreo de Taiwan em 24 de fevereiro de 2022.

As entradas de aviões militares chineses em Taiwan são bastante comuns. Em janeiro, a China colocou cerca de 54 aeronaves perto de Taiwan, com 39 delas voando simultaneamente a sudoeste do país insular.

Na ocasião, bombardeiros H-6 e um Y-8 de patrulha marítima estiveram na região.

Caças J-20 podem ‘desafiar’ Força Aérea de EUA

Os caças chineses de quinta geração J-20 e os mísseis contra porta-aviões, armas hipersônicas e sistemas antiaéreos constituem um conjunto “poderoso e mortal”, de acordo com o portal 19FortyFive.

Segundo escreve o site, esse armamento pode desafiar a Força Aérea norte-americana em um conflito potencial por Taiwan.

“Os Estados Unidos se acostumaram a ser o rei do céu nos últimos 20 anos de conflitos no Oriente Médio e no sul da Ásia. Nenhuns insurgentes ou terroristas poderiam ameaçar os americanos no ar. Mas agora há a China para eles se preocuparem”, diz o artigo no portal.

Nota-se que os J-20 se destacam pela excelente manobrabilidade, aviônicos e sistemas de rastreamento. Como um dos principais pontos fracos são nomeados seus motores, que não respondem aos requisitos de baixa detectabilidade.

Mesmo assim, de acordo com a publicação, a China planeja fabricar mais de 500 unidades do J-20.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123125 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.