Google﹒org doa US$ 250 mil para ajudar famílias em Petrópolis

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Google inclui Petrópolis no Alerta de SOS no Maps e na Busca com informações sobre as áreas afetadas, contatos úteis e dicas de segurança.
Google inclui Petrópolis no Alerta de SOS no Maps e na Busca com informações sobre as áreas afetadas, contatos úteis e dicas de segurança.

O Google . org, braço filantrópico do Google, anunciou hoje a doação de US 250 mil (aproximadamente R$ 1,2 milhão) para apoiar os esforços de recuperação em Petrópolis, cidade do Rio de Janeiro atingida por fortes chuvas nos últimos dias. Mais de 100 pessoas já morreram e cerca de 700 foram forçadas a deixar suas casas. As operações de busca e resgate continuam pela região, que sofreu com inundações e deslizamentos de terra catastróficos. O Google﹒org também irá administrar uma campanha por contribuições de ajuda ao município.

Os recursos serão administrados pelo Center for Disaster Philanthropy, uma organização global especializada na distribuição de doações para organizações sem fins lucrativos que trabalham para apoiar os esforços de socorro e recuperação.

Vale destacar que, neste momento crítico, “como ajudar Petrópolis” se tornou um dos termos mais buscados no Google. Nos unimos a essa corrente de ajuda e solidariedade às famílias das vítimas das enchentes e deslizamentos. Continuaremos atentos à situação em Petrópolis e demais regiões do país e seguiremos apoiando os brasileiros e o trabalho das organizações locais por meio da tecnologia, destacando informação útil, relevante e confiável.

Além da ajuda em dinheiro, o Google também incluiu Petrópolis na plataforma Alerta de SOS, que sinaliza regiões em estado crítico na Busca e no Google Maps. O Alerta SOS está no topo dos resultados na Busca ao procurar um incidente no local. Ao pesquisar por “enchente petrópolis”, por exemplo, é possível encontrar as principais notícias sobre o tema, informações sobre as áreas afetadas, dicas de segurança, contatos e links de autoridades locais.

Já no Maps, é possível visualizar as regiões impactadas no momento, inclusive pelo celular — nesse caso, aparecerá um ícone específico no mapa e um card com mais informações sobre a crise, também disponibilizando telefones e sites úteis. Maps inclui atualizações em tempo real, como a situação do trânsito, ruas intransitáveis e caminhos alternativos.

O sistema tem o objetivo central de levar informações úteis e relevantes para a população afetada pelas fortes chuvas no Brasil, o Google disponibilizou o Alerta de SOS sobre as regiões em estado crítico na Busca e no Google Maps. Em janeiro, o Alerta ficou ativo nas regiões atingidas pelas fortes enchentes na Bahia, em Minas Gerais, Pará e Tocantins.

Enchentes

No início de janeiro, o Google﹒org doou R$ 550 mil para o socorro urgente aos atingidos pelas tempestades no Sul do Estado da Bahia e em Minas Gerais. A quantia foi repassada a organizações que também estavam trabalhando estrategicamente para suprir as necessidades imediatas da população impactada na região.

Parte do valor, R$ 275 mil, foi doado à Gerando Falcões, que com o apoio de entidades locais levará apoio em alimentação, material de higiene e limpeza e infraestrutura à demanda prioritária da população vulnerável. Cerca de 500 famílias, mais de 2 mil pessoas foram ajudadas. Outra parte também foi destinada ao foi destinada ao Center for Disaster Philanthropy.

As fortes chuvas que vêm afetando estados de diferentes regiões do país já deixaram, ao menos, 100 mil pessoas desalojadas ou desabrigadas, e causaram a morte de 45 pessoas no Brasil todo. Em Minas Gerais, as enchentes atingiram 145 municípios. Na Bahia, 175 cidades chegaram a ficar em situação de emergência, segundo a Defesa Civil, mais de 80 mil pessoas foram desabrigadas

No Tocantins, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC) contabilizou 36 municípios afetados e no Pará, em que a Defesa Civil do Estado afirmou que o município de Marabá passou pela maior enchente dos últimos 20 anos, com o Rio Tocantins 12 metros acima do nível normal. Mais de 1300 famílias foram impactadas pelas inundações.

Pandemia

Desde o início da pandemia, o Google já contribuiu com mais de R$ 155 milhões, ajudando com recurso financeiro e crédito em anúncio diversas iniciativas de entidades atuando no combate aos impactos da crise sanitária no Brasil. Em abril de 2021, a Gerando Falcões recebeu R$ 5,5 milhões do Google﹒org para a sua campanha de combate à fome, ajudando 7 mil famílias em situação de vulnerabilidade nas regiões Norte e Nordeste a adquirir alimentos, itens de limpeza e higiene pessoal.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121606 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.