Futebol: esporte ou puro negócio?

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Times como o Esporte Clube Bahia debatem venda para uma empresa e debate sobre entretimento e negócios prossegue.
Times como o Esporte Clube Bahia debatem venda para uma empresa e debate sobre entretimento e negócios prossegue.

O futebol, verdadeira paixão nacional, que lota os estádios e bares, reunindo as pessoas de mais variadas classes sociais, crenças e ideologias, está caminhando para se tornar uma atividade empresarial. No entanto, não estamos nos referindo aos lucros gerados pelas apostas esportivas no site https://bookmaker-ratings.pt/, o que, para os apaixonados pelo esporte, é a melhor forma de ganhar dinheiro fazendo o que gosta, ou seja, assistindo aos jogos dos seus times preferidos. O assunto em foco é a tendência de transformação dos tradicionais clubes de futebol em entidades denominadas de “clube-empresa‘’.

O exemplo mais recente rumo à adoção desse modelo é a aquisição do Cruzeiro pelo Ronaldo Fenômeno, formalizada em dezembro de 2021. A medida visa aliviar o superendividamento do clube transformando-o em verdadeira corporação, inclusive com o direito aos sócios, presidente e aos aportes financeiros pesados distribuídos ao longo dos próximos 5 anos. Porém, entre os principais efeitos colaterais da ação, destaca-se a perda, pelos torcedores, da parte do seu poder sobre a tomada das decisões, o que não é uma boa notícia para aqueles que carregam o time no seu coração.

A recente rebaixada do Esporte Clube Bahia para a Série B após a forte derrota na Série A do Campeonato Brasileiro faz com que a direção passe a analisar caminhos alternativos em busca das soluções tanto financeiras, diante do déficit orçamentário, quanto capazes de aumentar o desempenho esportivo da equipe. E o assunto de futebol-empresa surge novamente. Embora a transformação do clube em um negócio seja oportunidade de resolver ambos os problemas de uma vez só, os dirigentes do Bahia ainda não confirmam qualquer negociação em andamento ou, ao menos, a intenção de iniciá-la no futuro próximo.

O sucesso de um clube de futebol é a soma de vários fatores interligados entre si. Um bom desempenho esportivo gera a receita e a receita, associada a uma boa gestão, torna possível um bom desempenho esportivo. Se isso funcionará na prática ou não, veremos nas cenas dos próximos capítulos.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121819 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.