Morte de Marília Mendonça causa comoção no meio artístico

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Gal Costa registra pesar pela morte da colega cantora Marília Mendonça.  Artistas e personalidades dão adeus à "rainha da sofrência", e morte repercute também entre políticos, de Lula a Bolsonaro. Nas redes sociais, artistas lamentaram a morte de "uma artista gigante no auge da carreira".
Gal Costa registra pesar pela morte da colega cantora Marília Mendonça.  Artistas e personalidades dão adeus à "rainha da sofrência", e morte repercute também entre políticos, de Lula a Bolsonaro. Nas redes sociais, artistas lamentaram a morte de "uma artista gigante no auge da carreira".

A morte da cantora Marília Mendonça – considerada um dos maiores fenômenos atuais da música brasileira e que fortaleceu o protagonismo feminino no sertanejo, um gênero até então dominado por homens – comoveu o mundo artístico nesta sexta-feira (05/11).

Vários artistas cancelaram shows pelo país em sinal de luto pela morte da cantora, e mensagens de tristeza e adeus à “rainha da sofrência” inundaram as redes sociais de músicos, atores, atletas, celebridades, fãs e amigos da artista, e inclusive de políticos.

Aos 26 anos, Marília morreu em um acidente de avião na serra de Caratinga, interior de Minas Gerais. Também estavam a bordo da aeronave o produtor Henrique Ribeiro, o tio e assessor da cantora Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto Tarcísio Pessoa Viana. Ninguém sobreviveu.

O avião de pequeno porte, que havia decolado de Goiânia, caiu numa área de rio e cachoeira perto do município de Caratinga, onde Marília faria um show nesta sexta-feira.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que a aeronave atingiu um cabo de uma torre de distribuição da empresa em Caratinga, mas não se sabe se o choque tem relação com a queda da aeronave. A Aeronáutica investiga as causas do acidente.

O bimotor Beech Aircraft, fabricado em 1984 e com capacidade para seis passageiros além dos pilotos, estava em situação regular e tinha autorização para fazer táxi aéreo, segundo informou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Os corpos de Marília e do tio serão velados neste sábado no Ginásio Goiânia Arena, na capital de Goiás, estado natal da cantora. O velório será aberto ao público, e a expectativa é que mais de 100 mil pessoas compareçam, segundo o governador Ronaldo Caiado (DEM).

“Rainha da sofrência”

Dona de uma voz potente, Marília Mendonça ficou conhecida como a “rainha da sofrência” com suas letras e melodias românticas, e era a grande expoente do feminejo – segmento que reúne cantoras mulheres de sertanejo e se tornou fenômeno no país.

Aliás, o jornal americano New York Times usou pela primeira vez o termo “feminejo” (em português) no obituário da cantora nesta sexta. A morte de Marília teve grande repercussão na imprensa internacional, com a emissora britânica BBC descrevendo-a como “um dos maiores nomes do country brasileiro”.

Com quase 40 milhões de seguidores no Instagram, 22 milhões no YouTube e 15 milhões no Facebook, Marília foi a mulher mais ouvida no Brasil em plataformas de streaming de música nos últimos anos. Em 2019, a cantora e compositora ganhou o Grammy Latino pelo disco Todos os cantos.

No ano passado, já durante a pandemia de covid-19, uma live dela no YouTube se tornou até então a mais assistida da história da plataforma, com 3,3 milhões de visualizações simultâneas.

Comoção nacional

A morte de Marília Mendonça, que deixa um filho de 1 ano, gerou comoção nacional.

Caetano Veloso, que em letra de música lançada recentemente chama a cantora de “Maravília Mendonça”, publicou um texto emocionado. “Senti alívio quando li, cerca de uma hora atrás, notícia de que ela passava bem, apesar de estar num avião que caíra. Agora fiquei sabendo que, na verdade, ela morreu no acidente. Estou chorando. Acho que nem posso acreditar.”

Gal Costa, que em 2018 lançou a música Cuidando de longe em parceria com Marília, disse estar “arrasada”. “Uma menina genial, brilhante no seu segmento como compositora. Uma pessoa jovem, carinhosa, maravilhosa, que deixa um filho pequeno. É uma perda irreparável.”

A cantora Daniela Mercury falou em “tristeza sem tamanho”. “Estou arrasada e em choque com a morte de Marília Mendonça. É uma tragédia! Sinto imensamente por ela, pelo filhinho Léo, pela família toda, pela família de fãs, pelos outros que morreram nesse trágico acidente. Ela era uma artista gigante no auge da carreira.”

Ivete Sangalo, que também gravou com Marília, escreveu: “Marília querida. Todos nós estamos muito tristes com a sua partida. Obrigada por tudo de especial que nos trouxe e nos deixa. Siga em paz.”

A dupla sertaneja Simone e Simaria afirmou que a notícia da morte “dilacerou nossos corações”. “Estamos aqui, em oração, pela Marília e por todas as pessoas envolvidas nesse acidente trágico. Muita força para os parentes, amigos e toda a legião de fãs que Marília conquistou, no mundo todo, com seu talento, dedicação e humildade. Perdemos uma voz insubstituível, além de uma presença marcante em nossas vidas.”

Personalidades de outras áreas também se pronunciaram. O influencer e youtuber Felipe Neto escreveu: “Que tragédia, que tristeza, que perda. Os mais profundos sentimentos para as famílias de todas as vítimas desse acidente terrível. Marília Mendonça, você fez história. Não há palavras.”

O ator e humorista Fabio Porchat disse que a morte da cantora é “inacreditável”.

A atriz Tatá Werneck também se pronunciou: “Que tristeza senhor Deus. Meu Deus. Que tristeza senhor. Um filho pequeno. Uma carreira brilhante. Meu Deus. Que tristeza.”

O ator Lúcio Mauro Filho disse que a cantora “ajudou a revolucionar a música sertaneja” e sua morte é “mais uma perda gigantesca para a cultura nacional”. “Integrante fundamental de uma geração brilhante de cantoras que trouxe o universo feminino para o ritmo sertanejo. Tinha apenas 26 anos, toda uma estrada pela frente! Não posso acreditar.”

Políticos também lamentam

A morte de Marília Mendonça repercutiu também no mundo político brasileiro, do presidente Jair Bolsonaro ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O perfil oficial de Jair Bolsonaro no Twitter descreveu a cantora como “uma das maiores artistas de sua geração, que com sua voz única, seu carisma e sua música conquistou o carinho e a admiração de todos”. “O sentimento é de que perdemos alguém muito próximo, já que Marília sempre esteve presente em nossas vidas através de suas canções”, continua a mensagem.

Lula, por sua vez, escreveu: “Nossos sentimentos aos familiares e milhões de fãs da música, do carisma e da irreverência da cantora Marília Mendonça. Que Deus dê forças e conforte o coração de todos que perderam um ente querido nesse trágico acidente.”

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), lamentou a “perda precoce de uma artista tão amada”. “Marília encantou Goiás, sua terra querida, e conquistou os brasileiros. O acidente de hoje deixa o Brasil chocado e entristecido.”

O pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Ceará, escreveu: “Que tristeza! Marília Mendonça tinha 26 anos e um talento incrível. Meus sentimentos à família, amigos e sua legião de fãs por todo Brasil.”

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), também expressou sentimentos aos familiares da cantora e das demais vítimas. “A rainha da sofrência, Marília Mendonça, sempre foi uma voz e presença de alegria e simpatia. Isso vai ficar sempre no coração e nas memórias de todos nós, fãs dela – como eu.”

*Com informações do DW.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123114 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.