Eleições 2022: Em reunião com sindicalistas, ex-governador Geraldo Alckmin afirma que hipótese de ser vice de Lula ‘caminha’

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin foi bastante acolhido em reunião com representantes sindicais e falou mais sobre planos para o Brasil do que para o estado de São Paulo, dizendo que "surgiu uma hipótese federal".
O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin foi bastante acolhido em reunião com representantes sindicais e falou mais sobre planos para o Brasil do que para o estado de São Paulo, dizendo que "surgiu uma hipótese federal".

Em reunião em São Paulo nesta segunda-feira (29/11/2021), o ex-governador do estado paulista, Geraldo Alckmin, ouviu um apelo de dirigentes de centrais sindicais para que aceite ser vice na chapa com o ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para as eleições do ano que vem, de acordo com o jornal O Globo.

Na reunião, estavam presentes os comandos da Força Sindical, UGT, Nova Central e CTB. Durante o encontro, o ex-governador disse ter se preparado novamente para concorrer ao governo do estado, mas afirmou que “surgiu a hipótese federal”. Essa hipótese exigirá trabalho, mas, segundo o ex-governador, “caminha”.

“Preparei-me novamente para ser governador do estado. Surgiu a hipótese federal. Os desafios são grandes. Essa hipótese caminha e eu considero essa reunião com as quatro principais centrais histórica”, afirmou Alckmin citado pela mídia.

“Dentro da situação atual, seria muito importante que ele aceitasse [ser vice de Lula]. Nós daremos todo o apoio”, afirmou Miguel Torres, presidente da Força Nacional.

Segundo a mídia, o que chamou a atenção dos presentes foi o fato do tucano ter tratado em sua fala do contexto internacional e dos caminhos para o Brasil sair da crise, enquanto as questões estaduais ficaram de lado.

“A grande motivação para fazer a reunião com o Alckmin é o fato de nós, centrais sindicais, estarmos juntos em uma frente para derrotar esse modelo de governo [Bolsonaro], que tem representado muito claramente a ruptura democrática […]”, disse José Reginaldo Inácio, presidente da Nova Central que não participou da reunião, mas enviou representantes.

Alckmin era filiado ao PSDB, mas está de saída e ainda não comentou sobre partidos que pode entrar, entretanto, segundo a mídia, estão em seu horizonte o PSB, PSD e União Brasil.

*Com informações da Sputnik Brasil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 122938 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.