De olho nas Eleições de 2022 ou no foro especial? Saída de Deltan Dallagnol do MPF levanta suposições e confirma associação com Sérgio Moro

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Deltan Dallagnol pediu demissão depois de 18 anos de carreira no MPF, gravou vídeo explicando decisão e já teve até exoneração confirmada no Diário Oficial da União. O que o futuro guarda para Dallagnol?
Deltan Dallagnol pediu demissão depois de 18 anos de carreira no MPF, gravou vídeo explicando decisão e já teve até exoneração confirmada no Diário Oficial da União. O que o futuro guarda para Dallagnol?

Nesta sexta-feira (05/11/2021), o Diário Oficial da União publicou a exoneração do ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato. Desde o dia 3 de novembro a exoneração passou a valer, mas só na quinta-feira (4) Deltan Dallagnol decidiu publicar um vídeo explicando o porquê de ter decidido deixar o Ministério Público Federal (MPF).

O mais provável é que ele ingresse na política partidária e siga o ex-juiz Sérgio Moro. Caso isso ocorra, será mais uma evidência da associação entre ambos, durante a atuação da força-tarefa do Caso Lava Jato em Curitiba, onde o procurador da República atuou como chefe.

Sérgio Moro tem data agendada para ingresso no Partido Podemos, objetivando disputar à presidência da República durante as Eleições 2022. O ato de filiação ocorre na quarta-feira (10/11/2021), às 9 horas, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

O comentário de Deltan Dallagnol

Na descrição do vídeo, Dallagnol escreveu que a sua “vontade é fazer mais, fazer melhor e fazer diferente diante do desmonte do combate à corrupção que está acontecendo”.

Já durante a explicação, o ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato afirmou: “Eu tenho várias ideias sobre como posso contribuir e eu serei capaz de avaliar, refletir e orar melhor sobre essas ideias depois de sair do Ministério Público.”

Em uma saída tão próxima do ano eleitoral de 2022, o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, não descarta a possibilidade de ser uma vontade de Dallagnol de se entregar à política.

​Estaria Dallagnol de olho em foro especial? O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) é um dos que estão apostando nesta teoria.

​A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) publicou no Twitter o seguinte comentário:

  • ​Candidatura oficializada?
  • ​Prazer, partido Lava Jato.
  • ​Há quem acredite na possibilidade de Dallagnol estar saindo para “se juntar à campanha de Moro”.
  • ​Já inventaram um novo partido.

​Com a saída do Ministério Público Federal, todos os processos que estão abertos contra o procurador Dallagnol serão arquivados. Até esta semana, o ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato já tinha respondido a 52 processos no Conselho Nacional do MP a reclamações disciplinares, sindicâncias e a processos administrativos disciplinares.

Confira vídeo

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121819 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.