BTS, uma grande oportunidade | Por Joaci Góes

Vista aérea de trecho da Baía de Todos os Santos (BTS).
Vista aérea de trecho da Baía de Todos os Santos (BTS).

Ao eminente Almirante Roberto de Guimarães Carvalho, inspirado criador da expressão Amazônia Azul!

Os 520 anos da chegada dos primeiros europeus, à baía de Todos os Santos, foram adequadamente celebrados no Seminário “Salvador Mostra BTS”, organizado pelo “Observatório Baía de Todos os Santos”, presidido por Moysés Cafezeiro, na sede do Cerimonial Villa Prime, à Av. Beira Mar, na Ribeira, no último dia 1º. Falaram no evento de dois turnos, o historiador Roberto Pessoa, o radialista e velejador Marcelo Fróes, o secretário de Turismo e Cultura, de Salvador, Fábio Motta, o diretor da empresa Barco Show, Hugo Leonardo, o presidente da LR Turismo Pedro Costa, o Major Ailton, o Presidente da WWI, Eduardo Athayde, o secretário Estadual de Turismo, Maurício Bacellar, o presidente do Grupo Kirimurê, arquiteto Lourenço Mueller, o Capitão dos Portos, Comandante Paulo Gonzalez e a arquiteta Rafaella Azevedo que apresentou o projeto de restauração de um estaleiro de saveiros, em Jaguaripe,  com potencial para servir de paradigma para os demais municípios da BTS.

Com 4,5 milhões de km², o mar territorial brasileiro, denominado Amazônia Azul, aumentou em 53% o território brasileiro, que passou de 8.511.000 km² para 13.000.000 km². A Baía de Todos os Santos só não será reconhecida como a capital institucional da Amazônia Azul, por uma associação de ignorância com burrice, omissão e irresponsabilidade das lideranças baianas em cada um dos seus diferentes domínios, pelas seguintes razões factuais:

  • a BTS (Baía de Todos os Santos está situada no centro da costa brasileira, de 7.367 kms, do Oiapoque ao Chuí;
  • a BTS é a parte do litoral brasileiro mais rica de história; entre os europeus que primeiro aportaram na BTS encontrava-se o cartógrafo italiano Américo Vespúcio, epônimo do Continente Americano, causa da localização da Cidade do Salvador, primeira capital do Brasil, conhecida como a Lisboa da América do Sul e primeira sede do poder europeu no Continente, abrigando o mais importante entreposto comercial entre a Europa e os países da América do Sul;
  • a BTS integra a elite das mais belas baías do mundo;
  • com 1.233km², a BTS abriga 56 ilhas, inclusive Itaparica, a maior do Brasil;  como nenhum outro local, a BTS reúne as melhores condições para sediar a Universidade do Mar, ampliando e aprofundando as ações da PNRM (Política Nacional dos Recursos do Mar), com potencial para dobrar, em pouco tempo, o PIB baiano; e
  • sob uma exposição solar de 2600hrs anuais, os 18 municípios debruçados sobre a BTS (Salvador, Cachoeira, Candeias, Itaparica, Jaguaripe, Madre Deus, Maragogipe, Salinas da Margarida, Santo Amaro, São Francisco do Conde, Saubara, Simões Filho e Vera Cruz) podem ter autossuficiência energética e sediar os lançamentos das várias atividades ligadas ao mar, em escala planetária, ao longo de todo o ano.

Para alcançar seu grande potencial, a criação de uma Agência de Gestão é apontada como o melhor meio, “para assegurar um sistema de governança integrador, com inteligência nova, articulando interesses e necessidades dos municípios, como fazem países do Primeiro Mundo”, como observou  Eduardo Athayde, estudioso da Amazônia Azul, ”antes que a BTS se transforme numa Baía da Guanabara”, conforme contínuas advertências da mais qualificada consciência ecológica nacional, diante de algumas lesões que vêm sofrendo suas águas tépidas e cristalinas.

O propósito dessa Agência é assegurar que Salvador e a BTS se apresentem ao mundo com uma roupagem compatível  com seu status de berço da civilização brasileira. Contra a efetivação desse promissor caminho levantam-se nossa infernal vocação burocrática para emperrar os projetos redentores de nosso secular atraso e a  “síndrome do caranguejo”, porque, a exemplo desse saboroso crustáceo decápode e braquiúro, somos um povo que vive de costas para o mar.

*Joaci Fonseca de Góes, advogado, jornalista, empresário e ex-deputado federal constituinte.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120766 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.