Argentina prepara lançamento do primeiro contrato de futuros de bitcoin da América Latina

Argentinos querem se somar ao CME Group, dos EUA, que oferece um dos poucos mercados regulados de derivativos de bitcoin no mundo.
Argentinos querem se somar ao CME Group, dos EUA, que oferece um dos poucos mercados regulados de derivativos de bitcoin no mundo,

O maior mercado de futuros da Argentina quer ser a primeira bolsa da América Latina a lançar contratos de futuros regulamentados de bitcoin.

Na última semana de outubro de 2021, a Matba Rofex disse que apresentou uma proposta ao regulador de valores mobiliários da Argentina para lançar futuros de bitcoin em pesos argentinos. As negociações, iniciadas há alguns meses, estão em andamento, mas o regulador ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Os futuros de bitcoin estão disponíveis há anos em bolsas pouco regulamentadas, mas há poucas opções disponíveis em mercados regulamentados, como a CME Group. A CBOE Global Markets, a maior bolsa de opções dos Estados Unidos, ofereceu futuros de bitcoin de 2017 até 2019, quando a queda dos preços da criptomoeda secou a demanda.

“Queremos atrair clientes de mercados regulados que não podem operar em bolsas não reguladas”, disse Ismael Caram, subgerente-geral de mercados financeiros da Matba Rofex, em entrevista por telefone. “Percebemos uma demanda incipiente, mas contínua dos clientes, que querem aumentar a exposição a ativos cripto.”

O regulador da Argentina está avaliando a proposta, mas não é um pedido prioritário, disse uma porta-voz. O plano também precisará ser avaliado pelo Ministério da Economia e pelo banco central, disse.

A Argentina é um dos nove países com maior adoção de criptomoedas, de acordo com o Chainalysis, um site especializado em criptomoedas e blockchain. Em um país com crises cambiais frequentes e inflação em torno de 50% ao ano, dois terços dos argentinos que investem em moedas digitais afirmam que o objetivo é proteger suas economias, segundo estudo da Wunderman Thompson, de Buenos Aires.

O plano da Matba Rofex é que os novos contratos futuros sejam operados com liquidação em dinheiro em plataformas eletrônicas, a exemplo de outros derivativos financeiros. Os futuros de bitcoin exigirão garantias mais altas e posições abertas mais baixas do que outros, porque são considerados mais arriscados do que os derivativos padrão, disse Caram. A proposta é que os investidores depositem uma garantia em torno de 30% ou 40% do valor do contrato.

O ativo subjacente para os novos futuros será o índice Bitcoin, lançado em abril, que divulga o preço do ativo em tempo real em pesos argentinos, com base em 12 bolsas de criptomoedas. Na sexta-feira, esse índice fechou em 12,3 milhões de pesos (cerca de US$ 60.000 na principal taxa paralela do país, o chamado blue chip swap).

A Matba Rofex também avalia trabalhar com futuros de outras criptomoedas, como o ethereum, ou novos instrumentos, como fundos de índice cripto, disse Caram.

*Com informações da Bloomberg.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116519 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.