Rússia pode se tornar maior exportadora mundial de hidrogênio ‘azul’

Gazprom da Rússia desenvolve hidrogênio 'azul'.
Gazprom da Rússia desenvolve hidrogênio 'azul'.

Um alto funcionário da empresa estatal Gazprom da Rússia crê que o país tem potencial para aumentar sua produção e exportação do hidrogênio “azul”, uma das variedades existentes desse gás.

A Rússia pode no futuro se tornar o principal exportador mundial de hidrogênio “azul”, previu Sergei Komlev, diretor do Departamento de Estruturação de Contratos e Preços para Exportação, empresa de gás estatal do país.

“A produção de hidrogênio ‘azul’ neutro em carbono […] garantirá o papel da Rússia como a maior exportadora mundial de hidrogênio ‘azul’ a longo prazo […]”, disse o funcionário da Gazprom em uma entrevista à revista corporativa da empresa.

Na sua opinião, se isso acontecer, “terá um impacto positivo na reputação da indústria do gás, interromperá a desvalorização dos ativos de gás, e abrirá o caminho para o financiamento responsável de projetos de gás natural descarbonizado”, contou Komlev, em referência ao processo de descarbonização decorrente em grande parte do mundo ocidental, que procura reduzir sua produção e consumo de hidrocarbonetos.

Hidrogênio com futuro na Rússia?

Em 2020, o governo russo aprovou um plano para o desenvolvimento do hidrogênio até 2024, com o objetivo de aumentar a produção e expandir sua aplicação, além de tornar a Rússia uma das líderes mundiais em produção e exportação. O Gabinete de Ministros do país euroasiático espera que a exportação de hidrogênio nacional possa chegar a 200 mil toneladas em 2024.

O hidrogênio convencional pode ter diferentes cores, dependendo de como ele é produzido e de sua emissão de carbono.

O hidrogênio “mais puro” é considerado o hidrogênio “verde”, produzido pela eletrólise da água, com o uso de energia de fontes renováveis. O hidrogênio “azul” é produzido a partir de gás natural. O dióxido de carbono derivado é capturado e armazenado em uma instalação de armazenamento especial.

O hidrogênio “turquesa” é produzido pela pirólise do metano. O hidrogênio “cinzento” é o hidrogênio produzido através da liberação de dióxido de carbono na atmosfera.

*Com informações da Agência Sputnik Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115142 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.