Nome de Augusto Aras ganha força como plano B do Governo Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Presidente Jair Bolsonaro e Augusto Aras, procurador-geral da República. Augusto Aras será sabatinado na CCJ do Senado nesta terça-feira(24/08/2021) para ser reconduzido ao cargo. Com o aumento da tensão entre Bolsonaro e STF, há o temor que o Senado não aprove o nome de André Mendonça para vaga de ministro da Corte Suprema.
Presidente Jair Bolsonaro e Augusto Aras, procurador-geral da República. Augusto Aras será sabatinado na CCJ do Senado nesta terça-feira(24/08/2021) para ser reconduzido ao cargo. Com o aumento da tensão entre Bolsonaro e STF, há o temor que o Senado não aprove o nome de André Mendonça para vaga de ministro da Corte Suprema.

Nesta terça-feira (24/08/2021), o procurador-geral da República Augusto Aras será sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado para ser reconduzido ao posto. No entanto, não está descartada a possibilidade de Aras ser indicado ao Supremo Tribunal Federal, no lugar de Marco Aurélio Mello, aposentado em julho.

Segundo informações da colunista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o primeiro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir o cargo, André Mendonça, está enfraquecido.

Assim como Aras, a indicação de Mendonça precisa passar pelo Senado Federal. No entanto, a aprovação ficou mais difícil depois do conflito entre Bolsonaro e SFT de acirrar ainda mais. O presidente da República pediu o impeachment do ministro Alexandre de Moraes e ainda pretende enviar outro pedido, para que Luís Roberto Barroso perca o cargo.

Para que a substituição aconteça, o presidente Jair Bolsonaro precisa retirar a indicação de André Mendonça e mandar o nome de Augusto Aras. Segundo a Folha de S. Paulo, ainda há dificuldade nessa movimentação, porque Bolsonaro prometeu um ministro “terrivelmente evangélico”, como Mendonça. Augusto Aras, por sua vez, é católico.

Uma substituição possível, caso Aras deixe a PGR, é pela subprocuradora Lindôra Araújo. Ela é próxima à família Bolsonaro e, recentemente, deu parecer favorável ao presidente, acusado de atentar contra a saúde pública por não usar máscaras e se aglomerar.

*Com informações do Yahoo Notícias.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121647 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.