Muito mais que meio ambiente, a Laudato si’ é social, diz Papa Francisco

Para o Papa Francisco, meio ambiente e dignidade humana estão interligados (ANSA). Santo Padre enviou uma videomensagem aos participantes de um Congresso na Argentina, cujo tema é "O cuidado da casa comum".
Para o Papa Francisco, meio ambiente e dignidade humana estão interligados (ANSA). Santo Padre enviou uma videomensagem aos participantes de um Congresso na Argentina, cujo tema é "O cuidado da casa comum".

Uma encíclica social e não somente sobre meio ambiente: esta é a Laudato si’. E foi o próprio autor, o Papa Francisco, que salientou este aspecto aos membros do Congresso interuniversitário “Laudato si’”, que se realizará na Argentina de 1º a 4 de setembro de 2021.

Por meio de uma videomensagem, o Pontífice faz votos de que o evento faça progredir a consciência social e a conscientização a respeito da proteção da casa comum.

“A encíclica Laudato si’ não é somente uma encíclica “verde”, é uma encíclica “social”.”

O desejo de Francisco é que o Congresso “consiga ver todo o seu alcance e todas as suas consequências”.

Nova agenda

O evento é organizado pelo Conselho Interuniversitário Nacional (CIN), pelo Conselho de Reitores de Universidades Privadas (CRUP) e pela Conferência Episcopal Argentina (CEA). De forma virtual, será realizado em distintos pontos do país para permitir uma maior participação.

Das jornadas participarão especialistas nacionais e internacionais, que compartilharão sua análise da atualidade e sobre os principais eixos da encíclica, como dignidade pessoal, fraternidade e diálogo intercultural, meio ambiente e desenvolvimento integral das pessoas.

Seis anos após a publicação da Encíclica, a finalidade do Congresso é a busca de uma nova agenda que atenda a complexidade e as diversas dimensões que atravessam esses fenômenos.

Sobre Carlos Augusto 9717 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).