Fluminense empata em 1 a 1 com Barcelona e dá adeus à Libertadores

Jogador do Barcelona Gonzalo Mastriani Barcelona comemora primeiro gol nas quartas de final da Copa Libertadores contra o Fluminense, no Estádio Monumental, Guayaquil, Equador em 19 de agosto de 2021.
Jogador do Barcelona Gonzalo Mastriani Barcelona comemora primeiro gol nas quartas de final da Copa Libertadores.

O Fluminense deu adeus à Copa Libertadores após empatar em 1 a 1 com o Barcelona de Guayaquil (Equador), na noite desta quinta-feira (19/08/2021) no estádio Monumental de Barcelona. Agora os equatorianos enfrentam o Flamengo na próxima fase da competição.

O Barcelona conseguiu a classificação graças ao critério do gol fora de casa, após empatar em 2 a 2 no confronto de ida das quartas de final, disputado na última quinta-feira (12) no estádio do Maracanã.

O técnico Roger Machado mandou a campo uma equipe com uma formação diferente da que habitualmente usa. Com problemas para escalar jogadores de ataque que atuam pelas pontas, o treinador abriu mão do 4-3-3 e entrou em campo com um 4-4-2 no qual Ganso ficou responsável por articular as jogadas de ataque.

Com esta proposta, o Fluminense assumiu a iniciativa do jogo, valorizando a posse de bola e não dando muitas oportunidades à equipe equatoriana, que chegou, na etapa inicial, com perigo em apenas duas oportunidades. Já o Tricolor teve mais chances, cinco, com as duas melhores nos minutos finais da etapa, uma finalização de bicicleta de Ganso (que se machucou no lance) defendida por Burrai aos 38 minutos, e um chute de dentro da área de Samuel Xavier aos 43 minutos.

Após o intervalo, o time das Laranjeiras deixou de ter tanto domínio das ações, um reflexo da saída de Ganso, que foi substituído pelo equatoriano Cazares.

E o Barcelona passou a criar mais perigo, principalmente em jogadas de contra-ataque em velocidade. E, de tanto tentar, os equatorianos conseguiram abrir o placar aos 27 minutos, quando Hoyos lançou Mastriani, que dominou com a ponta do pé esquerdo e bateu na saída do goleiro Marcos Felipe.

A partir daí, os equatorianos passaram a administrar a vantagem, até que, nos acréscimos, o juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), marcou pênalti a favor do Fluminense em lance no qual Luccas Claro sofreu falta de Riveros dentro da área. O atacante Fred foi para a cobrança e marcou. Mas o empate em 1 a 1 foi insuficiente para tirar a vaga do Barcelona.

Com a eliminação da Libertadores, o Fluminense agora se concentra no Campeonato Brasileiro, onde enfrenta o Atlético-MG na próxima segunda-feira (23) no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9975 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).