Emendas ao orçamento da União de 2021 destinam cerca de R$ 3,3 milhões à Feira de Santana; Deputada Dayane Pimentel aloca R$ 5 milhões para Camaçari

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Deputada federal Dayane Pimentel (PSL-BA) destina, em emendas impositivas, R$ 300 mil para Feira de Santana, município no qual foi candidata à prefeita em 2020, enquanto para Camaçari aloca R$ 5 milhões.
Deputada federal Dayane Pimentel (PSL-BA) destina, em emendas impositivas, R$ 300 mil para Feira de Santana, município no qual foi candidata à prefeita em 2020, enquanto para Camaçari aloca R$ 5 milhões.

O Município de Feira de Santana vai receber R$ 3.313.986,00 de recursos da União em 2021. Eles são oriundos de quatro emendas parlamentares, sendo duas de bancada no valor total R$ 3.013.986,00, cujo recurso financeiro é destinado à construção de contorno rodoviário. As outras duas emendas foram apresentadas pela deputada federal Dayane Pimentel (PSL-BA) no valor de R$ 300 mil, sendo R$ 200 mil destinados ao desenvolvimento de atividades e apoio a projetos e eventos de esporte educação lazer e inclusão social e R$ 100 mil para promoção e defesa de direitos dos cidadãos.

Candidata à prefeita de Feira de Santana nas Eleições 2020, a deputada Dayane Pimentel alocou a maior parte dos valores das emendas impositivas para o Município de Camaçari, que é administrado por Elinaldo Araújo (DEM), fiel aliado do ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM).

A parlamentar destinou R$ 5 milhões à Prefeitura de Camaçari, sendo R$ 1 milhão para apoio ao desenvolvimento da educação básica e R$ 4 milhões para o incremento temporário ao custeio dos serviços de atenção primária à saúde e cumprimento de metas.

Ligações com o magalhismo

À época em que foi prefeito, ACM Neto nomeou Alberto Magalhães Pimentel Junior no cargo de secretário do Trabalho, Esportes e Lazer de Salvador. O político é marido da deputada Dayane Pimentel e foi candidato a vereador na capital da Bahia, não sendo eleito em 2020.

Emendas parlamentares destinadas à Bahia

As prefeituras da Bahia vão receber, ao todo, R$ 307,9 milhões do Orçamento 2021, a partir de 178 emendas parlamentares.

A maior parte dos recursos vai para Saúde (R$ 213 milhões com 96 emendas), Economia (R$ 59,7 milhões com 47 emendas) e Desenvolvimento Regional (R$ 24,9 milhões com 12 emendas). Veja quanto dinheiro cada cidade vai receber, e a lista das emendas por município.

Dados gerais sobre as emendas parlamentares do Orçamento da União em 2021

Deputados e senadores destinaram R$ 4,879 bilhões para prefeituras em 2.806 emendas impositivas ao Orçamento 2021. Isso equivale a 28,7% de todos os recursos de emendas individuais e de bancada, que somam R$ 16,972 bilhões.

Além do dinheiro para as prefeituras, os municípios podem receber recursos federais a partir de transferências para governos estaduais, instituições privadas sem fins lucrativos ou mesmo aplicações diretas de ministérios e outros órgãos. No entanto, como algumas emendas são repartidas entre várias cidades, apenas 1.489 apresentam o nome do município, sendo que 713 cidades estão relacionadas.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10106 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).