Bracell atua em 35 municípios da Bahia e tem unidade industrial em Camaçari; Empresa é a maior produtora de celulose solúvel da América Latina

Bracell tem fazendas de eucalipto, árvore é utilizada no processo produtivo da empresa.
Bracell tem fazendas de eucalipto, árvore é utilizada no processo produtivo da empresa.

As operações da maior produtora de celulose solúvel da América Latina recebeu uma comitiva do Governo do Estado, liderada pelo vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, nesta quinta-feira (05/08/2021). A visita percorreu a Fazenda Quatis, em Entre Rios, que abriga área de floresta plantada, o escritório central, em Alagoinhas e a unidade industrial, em Camaçari. A empresa atua em 35 municípios do Litoral Norte, Agreste e Recôncavo do Estado, gerando aproximadamente 4,5 mil empregos entre próprios e terceirizados. A principal matéria-prima da empresa é o eucalipto, cultivado de modo sustentável em áreas alternadas com mata nativa.

“O Governo do Estado mantém uma agenda positiva com o setor de base florestal baiano, que tem uma relevância expressiva no segmento nacional e para a economia baiana. Em 2020, a contribuição do setor foi de 5% no total do PIB estadual. A Bracell é um grande exemplo, além dos investimentos e empregos gerados, a empresa mudou todo o seu entorno atuando nas comunidades com projetos sociais, beneficiando moradores da zona rural e conservando a mata nativa”, declara Leão.

“A Bracell acredita na Bahia e está comprometida em seguir investindo nas operações e socialmente no estado. A visita da comitiva do vice-governador evidencia a credibilidade da empresa junto ao Poder Público e reforça nossos laços de parceria em favor do desenvolvimento socioeconômico da região”, destaca Guilherme Araújo, diretor-geral da Bracell BA.

No período de 2020/2021, a empresa investiu R$ 19 milhões nos viveiros clonais de eucalipto em Entre Rios e Inhambupe, elevando de 4 milhões para 15 milhões a capacidade de produção da unidade. Foi construído também um Complexo de Proteção Florestal em Alagoinhas com alta tecnologia para diagnósticos e pesquisas de pragas e doenças que atacam o eucalipto.

A Bracell tem capacidade para produzir 500 mil toneladas anuais de celulose e 99% da sua produção é exportada, principalmente para China, Estados Unidos e Europa. A empresa é a maior usuária do Porto de Salvador. A celulose solúvel é um polímero natural e biodegradável produzido a partir da fibra natural existente nas plantas. Ela é usada como matéria-prima para a produção de medicamentos, cosméticos, viscose, alimentos, pneus de alta resistência, tintas, telas de LCD, celofane, esponjas, armações de óculos, cigarros, lenços umedecidos e outros produtos.

Setor de base florestal 

De acordo com a Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (Abaf), a Bahia detém 618 mil hectares (ha) com florestas plantadas, sendo 95% dedicadas ao eucalipto, o que leva a Bahia a ocupar o 4º lugar no ranking nacional de cultivo dessa espécie. A tradição na heveicultura também pode ser destacada, considerando os 32,3 mil ha (5% da área total) com plantios de seringueira no estado, que visam atender principalmente à indústria nacional de látex.

Sobre Carlos Augusto 9719 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).