“Aquele filho da puta do Barroso”, diz extremista Jair Bolsonaro sobre o presidente do TSE; Governante cumpria agenda em Joinville quando agrediu verbalmente ministro do STF

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Presidente do TSE, ministro Roberto Barroso e o Jair Bolsonaro, presidente da República durante reunião ocorrida em 13 de maio de 2020.
Presidente do TSE, ministro Roberto Barroso e o Jair Bolsonaro, presidente da República durante reunião ocorrida em 13 de maio de 2020. Nesta sexta-feira (06/08/2021), ao falar com apoiadores em Joinville, Santa Catarina, Jair Bolsonaro xingou de filho da puta Luís Roberto Barroso. Presidente está em rota de colisão com ministro do STF.

Em rota de colisão com o Supremo Tribunal Federal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) xingou o ministro Luís Roberto Barroso ao falar com apoiadores nesta sexta-feira (06/08/2021). Em meio a uma aglomeração em Joinville (SC), o presidente falava com partidários, quando atacou o Barroso.

“O filho da puta ainda trai gente dessa maneira. Aquele filho da puta do Barroso”, disse Bolsonaro.

No último mês, Bolsonaro intensificou os ataques ao sistema de votação brasileiro e bombardeou Barroso com xingamentos e provocações. O presidente do TSE foi chamado de “idiota”, “imbecil” e acusado de querer ser o dono da verdade.

Jair Bolsonaro e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) têm trocado farpas há meses, especialmente pela insistência do presidente em atacar o sistema de votação utilizado no país, pedindo a volta do voto impresso. O projeto foi rejeitado em uma Comissão na Câmara dos deputados por 23 votos a 11.

A situação entre presidente da República e Poder Judiciário ficou ainda pior após Luiz Fux, presidente do STF, cancelar uma reunião com Bolsonaro. Ao justificar o cancelamento, Fux citou os ataques de Bolsonaro a outros membros da corte, como Barroso e Alexandre de Moraes.

“O Supremo Tribunal Federal informa que está cancelada a reunião outrora anunciada entre os Chefes de Poder, entre eles o Presidente da República. O pressuposto do diálogo entre os Poderes é o respeito mútuo entre as instituições e seus integrantes”, afirmou Fux em um pronunciamento.

Bolsonaro chegou a dizer que Barroso e Moraes praticavam uma “ditadura de toga”.

Membros da CPI da Covid divulgaram uma nota em apoio ao STF e aos ministro da corte. “Os integrantes da CPI da Pandemia abaixo-assinados, subscrevem integralmente a decisão anunciada pelo Presidente do STF, Luiz Fux, e se solidarizam com os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes”, escreveram os senadores.

Evento em Joinville

Jair Bolsonaro reuniu, nesta sexta-feira (6), centenas de empresários em Joinville (SC) para um almoço. Quase ninguém utilizava máscara.

Na transmissão ao vivo realizada nas redes sociais enquanto o presidente discursava, era possível ver o salão fechado e, mesmo assim, uma das principais medidas para evitar a disseminação do coronavírus não era respeitada pelos participantes do evento.

Ao falar para os empresários, Bolsonaro voltou a defender o voto impresso e a fazer críticas ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. “O que uns poucos querem é eliminar o voto”, afirmou.

O presidente ressaltou ainda que defende a democracia. “Ninguém mais do que eu quer democracia. Ninguém mais do que eu quer liberdade. Não quero poder. Quero paz e soberania. Quero a liberdade de vocês”, declarou.

*Com informações do Yahoo Notícias.

Confira vídeo

Banner do Governo da Bahia: Campanha 'Aqui é trabalho', veiculada nesta sexta-feira (04/11/2021).
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114848 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]ia.com.br.