Após promessa do presidente Joe Biden, EUA intensificam retirada do Afeganistão

“Traremos vocês para casa”, disse o presidente Joe Biden aos estadunidenses que aguardam na capital afegã. Ele prometeu todos os recursos, mas alertou para os riscos do que chamou de uma das maiores operações desse tipo da história. "Mobilizarei todos os recursos necessários”, afirmou Biden sobre a operação de evacuação em Cabul.
“Traremos vocês para casa”, disse o presidente Joe Biden aos estadunidenses que aguardam na capital afegã. Ele prometeu todos os recursos, mas alertou para os riscos do que chamou de uma das maiores operações desse tipo da história. "Mobilizarei todos os recursos necessários”, afirmou Biden sobre a operação de evacuação em Cabul.

Após enfrentar duras críticas pela retirada caótica das tropas americanas no Afeganistão, que resultou na tomada de poder pelo Talibã, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden disse nesta-sexta-feira (20/08/2021) que mobilizará todos os esforços possíveis para retirar seus cidadãos do país, na Ásia Central.

“Traremos vocês para casa”, disse Biden aos americanos que aguardam em Cabul, durante uma coletiva de imprensa na Casa Branca. O presidente, porém, alertou que a missão de evacuação será arriscada e perigosa.

Ele admitiu que seu governo subestimou a rapidez com que o Talibã tomou o poder no Afeganistão e admitiu falhas no planejamento da evacuação de seus cidadãos e aliados afegãos depois de vinte anos de intervenção militar no país.

“Haverá muito tempo pra criticar e fazer julgamentos uma vez que esta operação esteja concluída” disse Biden. “A responsabilidade para em mim”.

O presidente qualificou a missão como uma das maiores e mais difíceis desse tipo já realizadas e disse que as tropas americanas estão atentas a “potenciais ameaças terroristas dentro ou fora do aeroporto”.

“Não posso prometer qual será o resultado ou se virá sem risco de perdas. Mas, como comandante-em-chefe, posso assegurar que mobilizarei todos os recursos necessários”, afirmou.

Os Estados Unidos correm para remover milhares de pessoas até o prazo final em 31 de agosto. Nesta semana, porém, o presidente afirmou que os soldados que garantem a segurança à missão de evacuação no aeroporto de Cabul  podem ficar por um tempo mais prolongado, se for necessário.

Operações de retirada se intensificam

Os americanos contam com a cooperação do Talibã para permitir o acesso de seus cidadãos ao aeroporto. “Até onde sabemos, nos postos de controle dos talibãs, eles estão deixando passar pessoas que mostram passaportes americanos”, disse Biden.

Ele assegurou que Washington estende a mesma proteção aos cidadãos afegãos que trabalharam com os americanos durante a intervenção no país.

Em torno de 13 mi pessoas foram evacuadas por aviões americanos deste 14 de agosto, e 18 mil já haviam deixado o país desde o final de julho. Segundo Biden, somente nesta quinta-feira, 5,7 mil pessoas foram resgatadas.

Fontes do governo americano citadas pela agência de notícias Associated Press afirmaram que aguardam no aeroporto em torno de 10 mil pessoas que já receberam autorização para partir.

Helicópteros americanos transportaram 96 afegãos, na maioria, mulheres e crianças, de outro ponto da cidade para o aeroporto de Cabul, em um sinal de que as retiradas aéreas ocorrem além dos perímetros do próprio aeroporto. Outras operações desse tipo teriam ocorrido durante o dia.

Em outras cidades e províncias, oficiais da CIA e de forças de operações especiais, juntamente com outros agentes, buscam cidadãos americanos e colaboradores afegãos em pontos de recolhimento previamente determinados.

*Com informações do DW.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114904 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.