Vacina Sputnik V chega ao Nordeste até o final de julho de 2021

A aplicação do imunizante Sputnik V no Brasil começará de forma controlada.
A aplicação do imunizante Sputnik V no Brasil começará de forma controlada.

O primeiro lote da vacina Sputnik V chegará ao Brasil em uma semana, contendo 1,1 milhão de doses do imunizante contra covid-19, que irão desembarcar em Recife (Pernambuco). O anúncio foi feito nesta terça-feira (20/07/201) pelo Consórcio Nordeste.

Autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por meio de um processo de “importação excepcional e temporária”, a vacina russa será distribuída entre os nove estados da região Nordeste. Ela terá uma aplicação controlada, que inclui o acompanhamento das pessoas tratadas.

O estudo para verificar a segurança e a eficácia da fórmula contra o novo coronavírus será conduzido pelo infectologista Júlio Croda. A aplicação do produto ficará limitada a 1% da população de cada estado, mas as autoridades locais poderão escolher os grupos participantes do ensaio clínico.

Por causa das restrições, a chegada da Sputnik V ao Brasil não deve acelerar a vacinação, pelo menos por enquanto. Mas a disponibilização do produto possibilitará a imunização completa da população pelo menos no município de Sousa (Paraíba), processo semelhante ao ocorrido em Serrana e Botucatu (ambas em São Paulo).

Condições para aplicação

Como se trata de uma autorização especial, o uso da vacina russa precisa seguir algumas normas. Uma delas é informar aos interessados que a fórmula ainda não tem aprovação da Anvisa quanto à qualidade, segurança e eficácia.

O imunizante deve ser aplicado em pessoas com idade entre 18 e 60 anos, desde que não sejam grávidas, lactantes e cidadãos tratados com outra vacina. Mulheres com idade fértil que desejam engravidar nos próximos 12 meses também não podem receber o produto, segundo a agência.

Mais um lote da Sputnik V, com 600 mil doses, chegará ao país em breve, destinado aos estados da região Norte. Vale lembrar que a fórmula ainda não tem aprovação para uso emergencial ou definitivo, mas a União Química, responsável pela produção nacional, fará uma nova solicitação à Anvisa.

Governador Rui Costa firmou parceira com Fundo Soberano Russo 

O Governo da Bahia e o Fundo Soberano Russo celebraram o contrato para a compra de 9,7 milhões de doses da vacina Sputnik V. O ato ocorreu na tarde de 5 de março de 2021 (segunda-feira), por meio de reunião virtual, entre o governador Rui Costa, o CEO do Fundo Soberano, Kirill Allexandrovich Dmitriev, e o presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias. O primeiro lote com doses do imunizante chegará à Bahia no mês de abril.

Na reunião, o governador Rui Costa agradeceu o apoio para viabilizar a chegada das vacinas de forma célere. “Foram seis meses de muito trabalho, com ação na Suprema Corte brasileira para viabilizar essa compra tão importante da Sputnik V e finalmente tudo deu certo. Estamos passando por uma crise muito profunda do sistema de saúde neste pior momento da pandemia. As vacinas nos ajudarão a passar por este momento tão difícil. O povo baiano e nordestino agradece muito essa ajuda e esperamos que, a partir dessa parceria, possamos concretizar outras parcerias com a Rússia e o laboratório”.

O CEO do Fundo Soberano Russo também agradeceu a parceria com o Governo da Bahia. “Esta parceria é muito importante para o nosso país, nesse contexto de acordos para a produção de vacinas contra o coronavírus. Nossa parceria começou no primeiro dia em que assinamos o protocolo de intenções e estamos à disposição executar a aquisição das vacinas da melhor forma possível. Lembramos que a Sputnik V já foi vendida para 51 países”, afirmou Kirill Allexandrovich Dmitriev.

*Com informações de André Luiz Dias Gonçalves, da Tecmundo e com informações da Agência Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110959 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]