Produção de ovos de comunidades rurais de Juazeiro ganham espaço em mercado da região

Estão sendo vendidos pela cooperativa 54 mil ovos por mês, beneficiando diretamente 90 agricultores familiares das comunidades de Canoa, Cachoeirinha, Curral Novo e Lagoa do Meio.
Estão sendo vendidos pela cooperativa 54 mil ovos por mês, beneficiando diretamente 90 agricultores familiares das comunidades de Canoa, Cachoeirinha, Curral Novo e Lagoa do Meio.

A produção de ovos do Distrito de Massaroca, em Juazeiro, ganhou espaço nas prateleiras de estabelecimentos comerciais da região. Com investimentos do Governo da Bahia na Cooperativa Agropecuária Familiar de Massaroca e Região (Coofama), os agricultores familiares cooperados têm aumentado a criação de galinhas caipiras e garantido renda com a venda dos ovos.

A Coofama vem recebendo recursos da ordem de R$1,1 milhão, por meio do projeto Pró-Semiárido. Com a estruturação de aviários, acompanhamento técnico continuado, adequação das unidades de ovos e apoio técnico e na gestão, atualmente, estão sendo vendidos pela cooperativa 54 mil ovos por mês, beneficiando diretamente 90 agricultores familiares das comunidades de Canoa, Cachoeirinha, Curral Novo e Lagoa do Meio.

Rogério Serafim nasceu na comunidade de Lagoa do Meio e conta que, antes da chegada do Pró-Semiárido, trabalhava fora da comunidade, para terceiros: “Com os investimentos, voltei para minha terra e comecei na cooperativa como produtor de ração. Consegui comprar 50 galinhas e comecei a botar em prática meu objetivo, que era ser meu próprio patrão. Minha renda vem da agricultura familiar. Hoje tenho mais de 200 galinhas produzindo e para produzir, daqui a dois anos terei umas 600”.

Toda a produção da Coofama é levada para o Entreposto de Ovos da Caatinga, primeiro empreendimento da agricultura familiar certificado pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM) do município, que foi implantado também com o apoio do Pró-Semiárido. No entreposto, os ovos passam pelo processo de higienização, classificação e ovoscopia, processo que identifica se o ovo tem algum problema. Os ovos são comercializados em mercados na sede do município de Juazeiro, na Central da Caatinga, nos distritos próximos e em pequenos mercados de comunidades da região.

Para Jaciara dos Santos, da comunidade de Canoa, trabalhar com a criação de galinhas e a venda dos ovos representa independência: “Mora eu e meu pai, que é aposentado e precisa dos meus cuidados. Com o trabalho na minha roça eu faço meus horários. Hoje, estou com 280 aves com postura e tiro, em média, R$1.700,00 por mês”.

Os agricultores familiares utilizam o sistema de produção caipira ou capoeira, como é chamada regionalmente, onde as aves pastejam e são suplementadas ao fim do dia, um manejo que preza pelo bem-estar animal.

A Coopama também recebe investimentos no sistema produtivo da caprinovinocultura, nos quintais produtivos e na readequação da unidade de beneficiamento de frutas. Será construído ainda um quiosque, às margens da BR 324, com o objetivo de comercializar os produtos da cooperativa, além de realizar a feira agroecológica semanal.

O Pró-Semiárido é executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112875 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]