Polícia Civil prende cinco investigados na Operação Bandeirantes; Caso abrange assassinato, grilagem de terras no oeste da Bahia e tem vínculo com a Operação Faroeste

A Operação Bandeirantes foi realizada pela Polícia Civil nas cidades de Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia.
A Operação Bandeirantes foi realizada pela Polícia Civil nas cidades de Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia.

Cinco suspeitos de executar o empresário Paulo Grendene, em junho deste ano, foram presos na manhã desta quarta-feira (21/07/2021), na Operação Bandeirantes, realizada nos municípios de Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia. A operação foi deflagrada pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Dentre os presos, estão três policiais militares e dois empresários. Armas, munições, celulares, computadores e documentos também foram apreendidos para identificação de possíveis provas. “A operação está sendo bastante positiva. Já cumprimos até o momento cinco dos seis mandados de prisão e 11 mandados de busca e apreensão”, disse a diretora do Depin, delegada Rogéria Araújo.

Participam da operação policiais da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Corregedoria Geral da SSP (Coger-SSP), Assessoria Executiva de Operações de Polícia Judiciária (AEXPJ), Coordenação de Operações Especiais (COE), Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Departamento de Inteligência Policial (DIP) e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), do Ministério Público Estadual.

Caso Faroeste

Segundo fonte do Jornal Grande Bahia (JGB), Paulo Grendene atuava na grilagem de terras na região oeste da Bahia e tinha vínculo com o Grupo Bom Jesus Agropecuária. O diretor da referida empresa, Nelson José Vigolo e Vanderlei Chilante, advogado do grupo, se tornaram delatores, após terem sido alvos da 5ª fase da Operação Faroeste, ocorrida em 24 de março de 2020.

A Operação Bandeirantes, deflagrada pela Polícia Civil da Bahia, abrange as cidades de Barreiras, Santa Rita de Cássia e Formosa do Rio Preto, locais com intensos conflitos fundiários-jurídicos, em fatos que estão sob investigação federal, por envolver destacados membros do Poder Judiciário Estadual da Bahia (PJBA).

Leia +

Polícia Civil da Bahia cumpre mandados contra suspeitos da morte de empresário Paulo Grendene; Operação Bandeirantes ocorre na região oeste do estado

Capítulo XXXIX do Caso Faroeste: A investigação da morte Paulo Grendene, a prisão de um operador do juiz Sérgio Humberto durante a 8ª Fase da Operação e a revelação sobre o perfil de Domingos Bispo

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9607 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).