Percussionista Marco Bosco e Wilson Simoninha se unem em faixa exclusiva do novo álbum

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Marco Bosco tocou com grandes nomes da música mundial e se reuniu com Wilson Simoninha e convidados para celebrar seus 40 anos de carreira.
Marco Bosco tocou com grandes nomes da música mundial e se reuniu com Wilson Simoninha e convidados para celebrar seus 40 anos de carreira.

O compositor e percussionista paulista Marco Bosco, começou sua carreira na década de 70, tocando em bailes e casas noturnas. Rapidamente ganhou afinidade com a percussão e iniciou os seus estudos musicais com Paulo Simões Silva e José Ulisses Arroyo, ambos professores e músicos integrantes da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas – SP.

Ao longo da carreira, ele se tornou um dos grandes nomes da percussão, participando em trabalhos dos amigos César Camargo Mariano, Caetano Veloso, Raul Seixas e ganhando a admiração da eterna Nina Simone, o qual teve a honra de dividir os palcos.

Com 40 anos de carreira dedicada à música, Bosco conviveu e muito com os grandes artistas da música brasileira dos anos 60 e 70 e também pode conferir o crescimento e evolução dos filhos destes grandes amigos: Jair Oliveira, Luciana Mello, Maria Rita, Max de Castro, Pedro Mariano e Wilson Simoninha e tantos outros…

Com Wilson Simoninha, o Percussionista já participou de diversos shows e canções que fazem parte da trajetória de ambos, uma parceria de enorme sucesso que culminou na interpretação perfeita da última obra em vida do Cantor e Compositor Luis Vagner (falecido em maio deste ano), a canção com o título “Camangada”, remete a toques sutis do cancioneiro popular e Simoninha arrematou brilhantemente.

“Ter a presença do Simoninha ao lado do João Cleber Frutuoso, Kim Freitas, Ricieri Nascimento e com a participação do Luis Vagner é uma honra, celebrar 40 anos de carreira ao lado de vários amigos e brindar com este álbum é muito bom”, diz Marco Bosco.

Em 2013, ele lançou o Álbum “33” que celebrou os seus mais de trinta anos de carreira e contou com diversas parcerias e uma reunião de amigos.

Agora, o percussionista retoma o projeto que fora intitulado “Marco Bosco 40 e manos” e novamente convida grandes parceiros de estradas e novos amigos e celebra sua rica trajetória no cenário musical.

O álbum contém 10 faixas, todas inéditas e conta com as participações de: Airto Moreira, André Mehmari, Cassio Poletto, Flora Purim,Luiz Carlos Sá ( Cantor da Dupla Sá & Guarabyra), Paulo Calasans, Ruriá Duprat, Wilson Simoninha e muito mais….

Muitos dos músicos convidados fizeram parte de sua trajetória, desde seu primeiro álbum gravado ao vivo em Tokyo no Japão (onde depois viveu por 20 anos). Onde ocorreu um show no mesmo país em sua homenagem e diversos artistas participaram.

O álbum foi gravado remotamente e contará com um belo material audiovisual reunindo as gravações online e de estúdio dos áudios que também serão distribuídas fisicamente em formato de CD e as edições especiais em vinil e em formato download card.

Sobre Marco Bosco

Marco Bosco, percussionista e produtor ganhador do Grammy Americano em 2009 e indicado ao Grammy Latino em 2012, com 12 discos solo, trabalhou com Egberto Gismonti, Rogério Duprat, Raul de Souza, Sebastião Tapajós, RPM, Wanderléia, Raul Seixas, Toquinho, Simone, Lucinha Lins, Baby do Brasil, Belchior, Adoniran Barbosa, Zé Geraldo, Renato Teixeira, Pena Branca & Xavantinho, Sá & Guarabira, César Camargo Mariano, Zé Rodrix, Ivan Lins, Rita Lee, Caetano Veloso, Elza Soares, Zélia Duncan, Sandra de Sá, Moacir Santos. Trabalhou na Europa, Ásia e América do Norte com: Tsuyoshi Yamamoto, Hank Jones, Sérgio Mendes, Ana Caran, Tânia Maria, Paul Jackson, Sadao Watanabe, Cesar Camargo Mariano, Leila Pinheiro, Eiki Nonaka, Sepultura, Roberto Menescal, Airto Moreira, Flora Purin, Gary Bartz, Dr. John, Duran Duran, Nick Wood, Nina Simone, Randy Brecker, Ronnie Cuber, Toninho Horta e Rádio Televisão Nacional do Japão entre outros. Como músico de estúdio, trabalhou com profissionais reconhecidos na produção de discos e trilhas para dança, cinema, teatro e também a participação em aproximadamente 500 peças publicitárias para rádio e televisão em campanhas locais, nacionais e internacionais. Em 2013, após mais de 20 anos fora do Brasil, lançou o álbum duplo “33”, uma coletânea para comemorar os 33 anos de carreira em gravações e a parceria com Paulo Calasans e uma lista de grandes nomes da música nacional e internacional.

Bosco é sócio na Gravadora Cendi Music ao lado do músico Paulo Calasans.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123355 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.