Organizadores vetam público nos Jogos de Tóquio

Tóquio sedia Jogos Olímpicos e Paralímpicos.
Tóquio sedia Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Após Japão anunciar um novo estado de emergência na capital do país em razão da covid-19, organizadores do megaevento esportivo decidem banir espectadores. Disseminação da variante delta em Tóquio preocupa o governo.

Pouco depois de o Japão anunciar um novo estado de emergência na região de Tóquio para impedir o aumento de casos de covid-19, os organizadores dos Jogos Olímpicos de 2020 na capital japonesa decidiram nesta quinta-feira (08/07/2021) banir a presença de público no megaevento esportivo.

A medida, amplamente aguardada, foi adotada após negociações entre o governo japonês, organizadores locais e representantes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

“Não tínhamos outra escolha”, afirmou Seiko Hashimoto, presidente do comitê organizador dos Jogos. Ela afirmou ser “lamentável” a adoção do formato limitado e pediu desculpas às pessoas que compraram ingressos.

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse ser essencial evitar que Tóquio, onde a altamente contagiosa variante delta se dissemina, se transforme na origem de uma nova onda de infecções.

Os organizadores do evento já contavam com a realização de competições a portas fechadas devido à situação epidêmica. Eles cogitaram restringir o público à metade da capacidade das instalações, ou no máximo 10 mil espectadores. Também foi especulado um limite de 5 mil pessoas nos eventos.

Estado de emergência em Tóquio

Um novo estado de emergência na região de Tóquio foi anunciado pelo primeiro-ministro também nesta quinta-feira. O alerta, válido a partir da próxima segunda-feira, vai vigorar até 22 de agosto e abrange o período de realização dos Jogos Olímpicos.

Na prática, a medida não representa muitas mudanças em relação à situação atual, além de um aumento das restrições para estabelecimentos comerciais.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio ocorrem de 23 de julho a 8 de agosto e estão confirmados apesar dos alertas contrários de médicos e especialistas sanitários e da oposição da maioria da população. Visitantes estrangeiros não serão permitidos.

O país asiático também decidiu estender o estado de emergência na região de Okinawa (sudoeste), onde já estava ativo, e manter certas restrições nas províncias de Chiba, Saitama e Kanagawa, próximas a Tóquio e onde também serão realizadas competições dos Jogos.

Na província de Osaka (oeste), as medidas também serão mantidas, enquanto em outras cinco (Hokkaido, Quioto, Aichi, Hyogo e Fukuoka) elas serão suspensas a partir de segunda-feira.

Infecções em alta

O governo japonês planejava inicialmente manter certas restrições sem declarar o nível máximo de alerta durante a competição esportiva internacional, que foi adiada por um ano devido à pandemia, mas foi forçado a mudar de posição devido ao forte aumento de infecções na capital.

Tóquio registrou nesta quinta-feira 896 novos casos de covid-19, após contabilizar 920 na véspera, uma cifra que não registrava desde maio, quando o estado de emergência anterior ainda vigorava nas áreas mais populosas do país.

O número diário de novas infecções em Tóquio pode subir para mil em julho e 2 mil em agosto, o que eleva o risco de os hospitais da capital ficarem sem leitos de emergência, segundo projeções de um especialista da Universidade de Quioto.

*Com informações do DW.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112882 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]