Nova economia: PayPal aumenta o limite semanal de compras com criptoativos para US$ 100 mil

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
PayPal aumenta limite de usuários para compra de criptoativos.
PayPal aumenta limite de usuários para compra de criptoativos.

Segundo o The Block Crypto, a PayPal anunciou na sexta-feira (16/07/2021), que estava aumentando os limites de compras com criptoativos para US $ 100.000 por semana para usuários dos EUA, sem restrições anuais. Um dos líderes da empresa, Jose Fernandez da Ponte, citou “as constantes necessidades de nossos clientes” no anúncio. Além do aumento dos limites de compra, Fernandez também destacou os esforços da PayPal para expandir seus serviços educacionais de cripto.

A empresa de pagamentos online disponibilizou, em novembro de 2020, serviços de cripto com um limite semanal de US $ 20.000. As ofertas da PayPal são, no entanto, totalmente custodiadas, ou seja, os usuários não podem retirar seus ativos digitais para carteiras externas.

No final de junho de 2021, o valor total da moeda digital chinesa era de quase US $ 5 bilhões. O número total de transações foi de 70,75 milhões, distribuído entre quase 21 milhões de carteiras pessoais e 3,5 milhões de carteiras corporativas, informou o banco central em um informe oficial. As carteiras digitais em yuans serão classificadas com base na quantidade de informações pessoais fornecidas, disse o banco central. Os usuários poderão abrir carteiras com “privilégios mínimos” , sem fornecer nenhuma informação pessoal, e posteriormente atualizá-las para desbloquear recursos. O banco central também ofereceu detalhes sobre os testes planejados para os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim em 2022. O Banco Popular da China também disse que a moeda digital do banco central será compatível com contratos inteligentes.

Embora a China tenha assumido posições negativas em relação às criptomoedas no passado, o desenvolvimento e a promoção do yuan digital mostram que o banco central acredita que a moeda digital é o futuro das finanças. (ou pelo menos que coexistirá com sucesso com finanças / moedas tradicionais)

Saiba + sobre o universo dos criptoativos

Litecoin (LTC)

Criado em 2011, o Litecoin foi originalmente conhecido como “a prata para o ouro do Bitcoin”. As principais diferenças entre o Litecoin e o Bitcoin são os intervalos de bloco mais curtos (enquanto a rede Bitcoin produz blocos a cada 10 minutos, a rede Litecoin produz um bloco a cada 2,5 minutos), e um algoritmo de hash de mineração diferente chamado scrypt, que foi construído com a intenção de fornecer mineração mais descentralizada, sendo resistente às poderosas máquinas de mineração que usam os chips ASIC e tendem a centralizar a rede.

Bitcoin (BTC)

O primeiro e mais famoso criptoativo foi lançado de forma pseudônima há mais de uma década. Em essência, o bitcoin (BTC) é o criptoativo nativo da Rede Bitcoin, que permite que seus participantes negociem entre si sem a necessidade de um intermediário em que ambos confiem. O BTC é altamente divisível (pode-se possuir valores tão baixos quanto 0,00000001 BTC) e a sua oferta total é estritamente limitada a 21 milhões de unidades.
US$ 475.930.251.181,84

Ethereum (ETH)

O Ether (ETH) é o criptoativo nativo da rede Ethereum, que é um sistema que permite a criação de aplicativos descentralizados (DApps). Eles são diferentes dos aplicativos tradicionais, pois não dependem de entidades centralizadas. Em vez disso, os DApps dependem de um conjunto de contratos inteligentes (smart contracts) validados por uma rede de computadores independentes. Muitas das aplicações atuais mais proeminentes da Ethereum estão no campo finanças descentralizadas (DeFi), como bolsas descentralizadas, empréstimos garantidos e contratos de derivativos.
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121613 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.