Ex-ministro Gilberto Kassab vê impeachment do extremista Jair Bolsonaro como “inevitável” e descarta apoiar João Doria para presidente na Eleições 2022

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Para Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, o impeachment de Jair Bolsonaro é "inevitável". A situação do presidente, na avaliação do ex-ministro, piorou após denúncias de irregularidades na compra da vacina Covaxin.
Para Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, o impeachment de Jair Bolsonaro é "inevitável". A situação do presidente, na avaliação do ex-ministro, piorou após denúncias de irregularidades na compra da vacina Covaxin.

Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, afirmou que o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é “inevitável”. A situação do chefe do Executivo piorou após as denúncias de irregularidades nos contratos da vacina Covaxin, na avaliação do ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro nos governos Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB).

“Surge mais munição a cada dia para que a pauta possa ganhar força na sociedade. E quando isto ocorre é muito difícil segurar. Principalmente em ano eleitoral, quando nenhum parlamentar quer o risco de dissociar seu nome das ruas”, disse Kassab em entrevista ao jornal O Globo. “Chega uma hora que transborda o balde, fica inevitável. Entendo que as circunstâncias são cada dia mais favoráveis”, complementou.

Kassab antecipou que o PSD terá um candidato próprio para concorrer à Presidência em 2022, e observa o atual presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), como potencial nome para a sigla.

“Entendo que precisa ser alguém da política, que tenha mostrado ser competente e vocacionado. [Rodrigo] Pacheco expressa um sentimento de renovação também. Vejo ele como o mais preparado para disputar e ganhar as eleições”, disse.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar
Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos
Questionado pelo jornal O Globo se o PSD apoiaria candidaturas de João Doria (PSDB) ou Ciro Gomes (PDT), Kassab argumentou que os presidenciáveis não têm “perfil pacificador”.

“O Brasil precisa de pacificação, e eles não têm esse perfil. Vejo Ciro como uma pessoa preparada, mas sem perfil pacificador. Doria também tem uma conduta de enfrentamentos desde a prefeitura de São Paulo. Além disso, está com comunicação ruim e rejeição alta”, afirmou.

*Com informações do Yahoo Notícia e Jornal O Globo.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112958 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]