Dia Internacional da Agricultura Familiar é celebrado com conquistas e avanços na Bahia

Entre janeiro de 2015 e julho de 2021, foram aplicados pelo Governo Rui Costa recursos que ultrapassam R$ 2,1 bilhões, para gerar renda e transformar a vida de milhares de agricultores familiares.
Entre janeiro de 2015 e julho de 2021, foram aplicados pelo Governo Rui Costa recursos que ultrapassam R$ 2,1 bilhões, para gerar renda e transformar a vida de milhares de agricultores familiares.

O Dia Internacional da Agricultura Familiar, instituído pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), foi comemorado no domingo, (25/07/2021). Na Bahia, esse dia é celebrado com avanços, conquistas e mais desenvolvimento, com as ações e investimentos do Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR). Desde janeiro de 2015 foram aplicados recursos que ultrapassam R$ 2,1 bilhões, para gerar renda e transformar a vida de milhares de agricultores familiares.

As ações integram a Parceria Mais Forte, Juntos para Alimentar a Bahia, estratégia executada pela SDR, em parceria com consórcios públicos, prefeituras municipais e organizações da sociedade civil, voltadas também para o fortalecimento da agricultura familiar e para fazer girar a economia e gerar desenvolvimento nos municípios.

O titular da SDR, Josias Gomes, destaca o papel da SDR no crescimento da agricultura familiar baiana: “Esse trabalho, executado pela secretaria de maneira ordenada, nos diversos sistemas produtivos, propiciam melhores condições desde o plantio até a comercialização. São sistemas que se constituem importantes alavancas da economia dos municípios. Hoje, temos a honra de dizer parabéns aos agricultores familiares que têm um governo que se dedica a esse importante segmento da nossa economia”.

São ações para garantir o acesso dessas famílias à infraestrutura, equipamentos e insumos de qualidade, gerando maior produção e produtividade e, consequentemente, dinheiro no bolso do agricultor. Entre essas iniciativas, está o Bahia Produtiva, maior projeto de desenvolvimento rural do estado, que beneficia 42 mil famílias, com 1.263 ações em diversos sistemas produtivos. Além disso, para levar água e saneamento, o projeto realizou 9.822 novas ligações de água e 5.297 foram recuperadas e instalou 106 sistemas de água e esgoto, beneficiando 71.208 famílias.

O agricultor Gildevan Teixeira, da comunidade de Barroca, em Jeremoabo, é exemplo de beneficiário do projeto que viu as mudanças acontecerem em sua vida após os investimentos: “O Bahia Produtiva pra mim foi um divisor de águas na minha vida, porque eu consegui ter a oportunidade de trabalhar com a bovinocultura de leite, assessorando 20 famílias. Nós fomos beneficiados com tanques resfriadores, mudas de palma forrageiras e kits de inseminação para o melhoramento do rebanho. Hoje, eu consigo tirar o sustento da minha família a partir da atividade de bovinocultura de leite”.

O Pró-Semiárido é outro projeto estruturante, voltado diretamente para o Semiárido baiano, com ações que envolvem 782 comunidades rurais, por meio da geração de emprego e renda, ampliação dos serviços de assistência técnica e capacitações no campo social, produtivo, ambiental e organizativo.

O agricultor do distrito de Massaroca, em Juazeiro, Rogério Serafim, é um dos beneficiários. Por meio do Pró-Semiárido, foram implantados viveiros pra hortaliças e também galinheiros, que hoje possibilita a venda de ovos e gera renda: “Um investimento bom para a gente implantar na comunidade e ter uma renda como agricultor familiar. Há 12 anos eu morava em Juazeiro, trabalhava em um curtume e trabalhava mais do que ganhava. Hoje, cuido do que é meu, pago minhas dívidas, e sou meu próprio patrão”.

Por meio da SDR, 80 mil famílias de agricultores contam com o serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater), tendo como resultado o aumento e a melhoria de tudo o que produzem. Já foi regularizada a posse de 12.845 propriedades rurais, entregues 14 milhões de mudas frutíferas e de essências florestais. Além disso, a alimentação dos rebanhos vem sendo garantida com a entrega de 18 milhões de mudas de palma.

Maria do Carmo Cardoso, mais conhecida como Dona Carminha, da comunidade do Brejo, município de Antas, conta como, depois do acesso à água e da Ater, ela passou a produzir não só para a o consumo próprio, mas consegue comercializar uma diversidade de produtos: “Hoje tenho minha água, planto minhas hortas e amanheço o dia, já na luta. Faço meus adubos, não uso nada mais de veneno, faço meus adubos, que o técnico me ensinou. Aprendi muita coisa”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114963 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.